Estágio Internacional de Defesa Cibernética capacita oficiais de nações amigas

Diplomacia militar

Publicado em 30/05/2024 07h00 | Atualizada em 30/05/2024 07h13

ENaDCiber

Brasília (DF) – A Escola Nacional de Defesa Cibernética conduziu o VIII Estágio Internacional de Defesa Cibernética para Oficiais das Nações Amigas. O objetivo é capacitar militares para operações no espaço cibernético e promover o intercâmbio técnico e doutrinário entre especialistas de diferentes nações. O Estágio aconteceu na Centro de Instrução de Guerra Eletrônica entre de 13 a 24 de maio. 

A capacitação abrange diversas áreas do conhecimento cibernético, como técnicas forenses, criptografia, estudo de vulnerabilidades em ambiente web e em diversos sistemas operacionais, além do desenvolvimento das capacidades de ataque e de defesa cibernética. 

Ao todo, concluíram o estágio 15 oficiais, do Brasil, Equador, Estados Unidos, México, Moçambique, Paraguai, Peru, Portugal e República Dominicana. 

Solenidade de encerramento do Estágio
O evento de conclusão do Estágio contou com a presença dos oficiais-generais do Comando de Defesa Cibernética, do Comandante de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército, dos comandantes das organizações militares do Forte Marechal Rondon e dos adidos militares dos países participantes.

O Comandante de Defesa Cibernética, General de Divisão Alan Denilson Lima Costa, e o Comandante da Escola Nacional de Defesa Cibernética, Coronel Sandro Silva Cordeiro, fizeram a entrega dos distintivos e dos certificados aos estagiários concludentes. 

 

Fonte: Escola Nacional de Defesa Cibernética

Conteúdo Relacionado