Batalhão Pára-Quedista realiza exercício de adestramento no Mato Grosso do Sul

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 17 set 2021
Crédito: Sd Wandeir

Rio de Janeiro (RJ) – A Força-Tarefa Afonsos, liderada pelo 25º Batalhão de Infantaria Pára-quedista (25º BI Pqdt), realizou a Operação Bumerangue Pantanal no período de 6 a 14 de setembro. A atividade de adestramento foi realizada nos municípios de Bela Vista (MS) e Caracol (MS).

Seguindo a Diretriz de Planejamento da Operação, foi realizada a preparação inicial por meio de um plano de concentração e aprestamento estabelecido para todo o efetivo, ainda na Guarnição do Rio de Janeiro, durante todo o mês de agosto. Nesse período, foram realizadas instruções práticas e teóricas sobre as operações aeroterrestres, treinamento de técnicas, táticas e procedimentos utilizando os simuladores da Área de Estágios do Centro de Instrução Pára-quedista General Penha Brasil, aprestamento do material individual e coletivo e emissão de ordens aos integrantes da força-tarefa.

Já na guarnição de Bela Vista (MS), no quartel do 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado (10º RCMec), a Força-Tarefa realizou instruções de embarque e desembarque de aeronave HM-3 Cougar, ensaios das ações táticas impostas e deduzidas ao Comando da Força-Tarefa Afonsos, e treinamentos de técnicas táticas e procedimentos das frações. No dia 11 setembro, foi realizado o assalto aeroterrestre, com apoio de uma aeronave militar C-105 Amazonas, na Zona de Lançamento Fazenda Moeda, localizada nas proximidades do município de Caracol (MS).

Após o assalto aeroterrestre, a Força-Tarefa Afonsos executou uma marcha de aproximação de 8 quilômetros até a posição de ataque. Em seguida, foi desencadeada a conquista da localidade de Caracol para o estabelecimento de uma cabeça de ponte aérea, seguida de ações subsequentes como defesa da localidade, patrulhamentos ostensivos a pé e motorizado, ocupação de pontos fortes estratégicos, patrulhas de combate e reconhecimento com infiltração/exfiltração pela Anv HM-3 Cougar, evacuação de não combatentes, tudo com a finalidade de garantir a manutenção da localidade conquistada. Por fim, no dia 14 de setembro, foi realizada a operação de junção, onde a força-tarefa da Bda Inf Pqdt foi substituída em posição pelo 10º RCMec.

 

Fonte: 25º BI Pqdt