Novo portal de consignações do Exército busca transparência, qualidade e segurança para os usuários

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 01 mai 2020
Crédito: CPEX

Brasília (DF) – No dia 5 de maio, o Centro de Pagamento do Exército (CPEx) lançará o EBconsig, o portal de consignações do Exército Brasileiro. O objetivo é proporcionar maior qualidade, transparência e segurança aos militares, às pensionistas e às entidades consignatárias na gestão dos descontos em contracheque (mensalidade, empréstimo, seguro, previdência, pecúlio, condomínio, decessos, financiamento, assistência jurídica, medicamento, poupança e uniforme), bem como dar aos interessados acesso a inúmeros benefícios com as menores taxas praticadas no mercado.

O sistema substituirá o atual SISCONSIG e trará facilidades para os militares, as pensionistas, as entidades consignatárias, os ordenadores de despesas e os síndicos. Tudo estará em um único ambiente, dinâmico e intuitivo. Já foi iniciada a fase de processamentos paralelos com o SISCONSIG, de modo a equalizar os dois ambientes.

O EBconsig é um sistema desenvolvido pela empresa ZETRA, líder no mercado de gestão de consignados, que foi selecionada pelo Comando do Exército por meio de um Processo Administrativo. Trata-se de um software totalmente seguro e inovador, de acordo com a norma internacional ISO 27001, com mais de 20 anosde excelência no mercado, gerenciando as consignações de mais de 350 órgãos públicos e empresas privadas no Brasil, como TCU, STF, Marinha do Brasil e Aeronáutica, que juntos somam mais de quatro milhões de beneficiados.No mês de abril, a equipe da empresa ZETRA promoveu os treinamentos on-line sobre o novo sistema.

O EBconsig garantirá que todo o processo de gestão das consignações seja transparente e equilibrado para todas as partes envolvidas, com grandes avanços nas práticas e no aumento da qualidade, da transparência e da segurança. Também serão disponibilizados tutoriais, vídeos e manuais de operação e suporte técnico do sistema para auxiliar todos os usuários.

      

 

Fonte: CPEx