Espaço Histórico-Cultural do Comando Militar do Leste é inaugurado no Palácio Duque de Caxias

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 30 abr 2019
Crédito: Cb Francilaine e Sd. R. Menezes

Rio de Janeiro (RJ) – Nos dias 25 e 26 de abril, foi inaugurado o Espaço Histórico-Cultural do Comando Militar do Leste (CML). O projeto, desenvolvido ao longo de quase seis meses, contemplou a unificação temática e a criação de uma identidade visual comum para dois espaços existentes no 9º andar do Palácio Duque de Caxias: o Salão Nobre e a Sala D. João VI.

Vários aspectos do Palácio Duque de Caxias, sede do CML, fazem parte da História do Brasil e do Exército. Entre eles, o Salão Nobre e a Sala D. João VI que, não apenas abrigam vitrais, telas e outras obras de arte de valor inestimável, como também testemunharam a tomada de importantes decisões estratégicas, como o envio da Força Expedicionária Brasileira à Europa, a formação do Batalhão Suez e, bem recentemente, a assinatura de diversos documentos no âmbito da Intervenção Federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro.

Por ocasião da inauguração, que coincidiu com a passagem de comando do CML, o General Braga Netto, comandante sucedido, e o General Arruda, comandante sucessor, foram introduzidos, pelo Chefe da Comunicação Social do CML, Coronel Cinelli, gerente do Projeto, e pelo servidor civil Eduardo, publicitário e diretor técnico do projeto, aos elementos históricos e artísticos que compuseram o trabalho de pesquisa, harmonização e catalogação. Essa revisão criteriosa do conteúdo estético e histórico contou, também, com a colaboração de profissionais de museologia e técnicos do Museu Histórico do Exército e da Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército.

O General Braga Netto foi o primeiro a assinar o livro de presença do novo Espaço Histórico-Cultural do CML e destacou: "Este é um lugar histórico. Todos que aqui chegam ficam impressionados. A partir de agora, poderão conhecer com mais detalhes e levar consigo parte da História do Exército no Rio de Janeiro".

Em suas palavras, o General Braga Netto referia-se aos materiais impressos (folders e livros inconográficos) que serão entregues aos visitantes. Além disso, duas oficiais foram treinadas para conduzir uma visita guiada pelo Espaço, que inclui um "giro do horizonte" a partir das janelas da Sala D. João VI, lançando o olhar do visitante sobre o majestoso Campo de Santana, onde estão, entre outros, a Casa de Deodoro e o sítio da Proclamação da República. Naquele cenário desponta, ainda, a estátua do Duque de Caxias, localizada à frente do Palácio que leva o seu nome, e que ornamenta o Panteão no qual repousam seus restos mortais e os de sua esposa.

A partir de agora, particulares, grupos de visitantes e instituições poderão agendar visitas guiadas para conhecer o Espaço Histórico-Cultural do Comando Militar do Leste (CML), berço de tradição e operacionalidade.

Fonte: CML