Alunos do IME visitam Comando Militar do Oeste

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 03 jul 2018
Crédito: Sd P. Lopes

Campo Grande (MS) – Alunos, professores e servidores civis do Instituto Militar de Engenharia (IME) estão no Mato Grosso do Sul em visita às organizações militares com o objetivo de receber informações sobre sua organização, capacidades e limitações de emprego do Comando Militar do Oeste (CMO), além de conhecer o Sistema Integrado de Vigilância de Fronteiras (SISFRON). As visitas começaram na segunda-feira, 2 de julho, e seguem até a próxima sexta-feira.

No CMO, os integrantes do IME foram recebidos no Centro de Coordenação de Operações (CCOp), onde conheceram o ambiente operacional e ainda participaram de uma dinâmica de funcionamento do SISFRON. Na tarde de 2 de julho, assistiram a uma palestra sobre a atuação do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados (SFPC) no âmbito do Sistema Integrado de Vigilância de Fronteiras e, ainda, acompanharam uma apresentação de casos reais sobre os encargos do SFPC nas operações interagências e particulares do Exército Brasileiro, além de visitas às novas instalações do 9º Batalhão de Comunicações e Guerra Eletrônica (9º B Com GE).

Com o objetivo de realizar levantamento de atividades culturais que possam estimular a noção de dimensão, das peculiaridades e da importância estratégica da Região Centro-Oeste para o País, os integrantes do IME seguem ainda esta semana para Dourados, em visita a 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (4ª Bda C Mec), ao 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado (17º R C Mec), em Amambai e ao 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado (11º R C Mec), em Ponta Porã.

O IME, como estabelecimento de ensino do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), ministra cursos de graduação, pós-graduação e extensão universitária para militares e civis. No âmbito do Exército Brasileiro, é responsável pelo Ensino Superior de Engenharia e pela pesquisa básica. O Instituto está inserido no Sistema de Ciência e Tecnologia do Exército, cooperando com os demais órgãos, por intermédio da prestação de serviços e da execução de atividades de natureza técnico-científicas. Coopera, ainda, pelo ensino e pela pesquisa, para o desenvolvimento científico-tecnológico do País.



Fonte:CMO