Militares do 59º BIMtz concluem Estágio de Adaptação à Caatinga

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 17 jun 2021
Crédito: Sd Jobson

Maceió (AL) – Oficiais e praças do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado (59º BI Mtz) concluíram o Estágio de Adaptação e Operações na Caatinga no dia 11 de junho. O encerramento foi marcado pela cerimônia de entrega do “Facão do Carcará”, símbolo dos concludentes do curso.

A atividade foi organizada e conduzida pelo comando do 72° Batalhão de Infantaria Motorizado, e contou com a presença do Comandante do 59º BI Mtz, e do veterano e antigo integrante do Batalhão, Coronel R1 João Marques Júnior.

O objetivo dos estágios é preparar o combatente para atuar no ambiente operacional da caatinga, permitindo uma melhor adaptação à vegetação inóspita do semiárido nordestino.

Facão Carcará

O facão é um dos símbolos que compõem a mística em torno dos guerreiros que combatem sob o sol forte de um dos ambientes mais inóspitos do mundo, a caatinga. É concedido, exclusivamente, aos militares que concluíram com os estágios realizados no Centro de Instrução e Operações da Caatinga (CIOpC). É composto de uma lâmina fabricada em aço cromo molibdênio inoxidável, carrega no pomo a cabeça de um carcará, ave de rapina que domina os céus da paisagem sertaneja e que age com perspicácia e oportunidade em seu instinto de sobrevivência, conseguindo resistir às agruras impostas pelo sol.  Encravado em sua cruzeta, está o símbolo do primeiro Curso de Operações na Caatinga, realizado em 2005, com o carcará ao centro, o escudo reluzente como o sol, com xique-xique nas laterais simbolizando a vegetação e com uma estrela em cima do escudo simbolizando o estabelecimento de ensino.

Fonte: 59º BI Mtz