Brigada de Infantaria de Selva inicia preparativos para Operação Amazônia 2021

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 30 abr 2021
Crédito: 17ª Bda Inf Sl

Porto Velho (RO) – No dia 22 de abril, a 17ª Brigada de Infantaria de Selva (17ª Bda Inf Sl) do Exército recebeu reforço de mais três tropas para os preparativos da primeira fase da Operação Amazônia 2021. As tropas apoiadoras, todas de organizações militares do Comando Militar da Amazônia, eram do 10º Grupo de Artilharia de Campanha de Selva (10º GAC Sl); do 1º Batalhão de Comunicações de Selva (1º B Com Sl); e da 3ª Companhia de Forças Especiais (3º Cia F Esp).

Todos os militares deslocaram-se de Manaus (AM) com o apoio da Força Aérea Brasileira (FAB), que realizou o transporte do pessoal e do material na aeronave C-105 Amazonas. A chegada ocorreu no aeroporto de Humaitá (AM), onde embarcaram com destino a Porto Velho. Após pernoite na sede da 17ª Bda Inf Sl, as tropas seguiram viagem até Guajará-Mirim (RO), município escolhido pela brigada para sediar a primeira fase da Operação Amazônia 2021.

Operação Amazônia
A Operação Amazônia 2021 é o maior exercício de defesa externa já realizado pelo Comando Militar da Amazônia, desenvolvido no contexto do amplo espectro dos conflitos armados e da guerra híbrida, que envolve a combinação simultânea de operações ofensivas, defensivas e contra forças irregulares.

Na sequência da Operação Amazônia 2020 e adequando-se à atual conjuntura, o adestramento de 2021 terá a duração aproximada de cinco meses. Neste período, dentro de mesmo quadro tático, o treinamento militar com tropa no terreno é realizado de forma escalonada, permitindo simular ações de guerra não convencional e convencional em ambiente operacional de selva. As atividades ocorrem em vasta área, abrangendo parte dos estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima.

Fonte: 17ª Brigada de Infantaria de Selva