Formação de sargentos temporários do Exército reforça o combate à covid-19 no RS #EBpreservandovidas

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 12 abr 2021
Crédito: 3º Sgt Neilton (H Ge SM)

Santa Maria (RS) – Entre os anos de 2020 e 2021, o 1º Regimento de Carros de Combate (1º RCC) do Exército Brasileiro realizou cinco Estágios Básicos para formação de Sargentos Técnicos Temporários (EBST). Até agora, 35 estagiários que ingressaram com formação em saúde concluíram as atividades de formação militar. Os novos técnicos militares da área de saúde estão sendo empregados diretamente no enfrentamento da pandemia e atuando nos hospitais e organizações militares da 3ª Divisão de Exército. Os sargentos atuam não só no apoio aos militares e à família militar, mas também à população em geral e às vacinações, mobiliando postos de triagem em hospitais e órgãos públicos civis.

Na primeira turma, em março de 2020, foram formados 11 sargentos técnicos de saúde nas áreas de enfermagem e radiologia. No mesmo ano, colaborando com o escalão superior e com o esforço da 3ª Região Militar para o enfrentamento da pandemia, foram formadas mais 7 sargentos de enfermagem. O objetivo do acréscimo de pessoal foi dotar os hospitais e postos de saúde militares com pessoal capacitado para atuar na linha de frente no combate à covid-19.

Em 2021, o 1º RCC continuou no seu empenho de combate à pandemia, com foco na formação de pessoal de saúde, já tendo formado 17 sargentos técnicos temporários de saúde em dois estágios de formação. Ainda em 2021, será realizado o terceiro EBST, também destinado à formação de militares da área da saúde.

A finalidade do estágio foi formar os terceiros-sargentos na área operacional militar, preparando-os para as diversas missões que cumprirão em suas futuras organizações militares da 3ª Divisão de Exército (3ª DE). A preparação militar engloba diversas atividades, como instruções de ordem unida, armamento, legislação militar, marchas e estacionamentos e exercícios no terreno.

O treinamento tem por objetivo desenvolver nos novos militares a disciplina, a hierarquia e o espírito de cumprimento de missão, atributos essenciais para as atividades militares e para o enfrentamento da pandemia.

Fonte: 1º Regimento de Carros de Combate