Operação Ágata Norte apreende ouro, armamento e munição em Oiapoque (AP)

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 28 out 2020

Belém (PA) – O Comando Conjunto Ágata Norte, formado pelo Comando Militar do Norte, 4º Distrito Naval e Ala 9, apreendeu ouro, armamento e munição ilegais em Oiapoque (AP), limite do Amapá com a Guiana Francesa. A ação ocorreu no contexto da Operação Ágata Norte 2020, de combate a delitos transfronteiriços e ambientais na fronteira da Amazônia Oriental.

Militares das Forças Armadas apreenderam sete espingardas e um rifle e 510 munições, sendo 241 calibre 12 e 269 calibre .22, no dia 24 de outubro, próximo à aldeia Galibi, no rio Oiapoque. No dia anterior, 86 gramas de ouro foram recolhidos na Prainha, próximo à localidade de Rochelle. As ações resultaram em oito prisões. Os materiais e civis apreendidos foram entregues aos agentes da Polícia Federal que atuam no estado do Amapá.

Operação Ágata Norte 2020

As Forças Armadas, em conjunto com órgãos estaduais e federais e agências de segurança pública e ambientais, realizam, no mês de outubro e novembro, ações preventivas e repressivas contra delitos transfronteiriços e ambientais, de descontaminação e de assistência hospitalar nos estados do Pará e Amapá, como parte da Operação Ágata Norte 2020. Em proveito das atividades, militares irão conscientizar a sociedade sobre as medidas de combate à COVID-19 e complementar as ações realizadas no contexto da Operação Verde Brasil II.

A Operação Ágata Norte 2020 conta com a participação de 4.352 militares das Forças Armadas (Marinha do Brasil, Exército Brasileiro e Força Aérea  Brasileira), bem como de mais de 70 meios navais, cem meios terrestres e oito aéreos. Eles desenvolvem ações em uma área compreendida entre os estados do Pará e Amapá, equivalente a 16,3% do território nacional, a 14,2% da área marítima, 1.160 quilômetros de litoral (15,7% do total) e 1.323 km de fronteira terrestre (8,4% do total).

Além das Forças Armadas, participam da Ágata Norte 2020 os seguintes órgãos: Polícia Federal (PF), Departamento da Polícia Federal (DPF), Departamento da Polícia Rodoviária Federal (DPRF), Receita Federal (RF), Agência Nacional de Mineração (ANM), Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Polícia Civil do Amapá, Polícia Militar do Amapá, Empresa Brasileira de Estrutura Aeroportuária (Infraero), Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ministério Público do Trabalho de Santarém (PA) e Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (IAPEN-AP).

Fonte: CMN