Comando Conjunto Norte apoia 2ª fase da Operação Maranhão

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 01 out 2020
Crédito: Sd Ambrósio

São Luís (MA) – Dentro do contexto do controle da disseminação do coronavírus, o Comando Conjunto Norte, por intermédio da 22ª Brigada de Infantaria de Selva (22ª Bda Inf Sl), apoiou a 2ª fase da Operação Maranhão. A missão, que ocorreu entre os dias 21 e 28 de setembro, foi cumprida pelo 24º Batalhão de Infantaria de Selva (24º BIS), com o apoio logístico a uma comitiva do Ministério da Defesa (MD) e Ministério da Saúde (MS) nas aldeias indígenas Januária, Maçaranduba, Axinguerengá e Ximborendá, pertencentes aos Pólos Bases (PB) do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) do estado do Maranhão, localizadas nos municípios de Santa Inês e Zé Doca.

O apoio logístico compreendeu a montagem de postos de triagem, estrutura para atendimento e distribuição de materiais de saúde e de uma área para alimentação da equipe médica do MD e MS, bem como a realização de Ação Cívico-Social (ACISO) nos municípios maranhenses de Bom Jardim e Zé Doca, tudo com o objetivo de promover a saúde, o bem-estar e dar suporte para as comunidades indígenas na prevenção ao novo coronavírus.

A ação contou com a participação de militares da área de saúde da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira, oriundos das Guarnições de Brasília (DF), Campo Grande (MS), Natal (RN), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ). O acesso às distantes e isoladas regiões atendidas foi proporcionado por meio de aeronaves do 4º Batalhão de Aviação do Exército (4º BAvEx), do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Norte (1º EsqdHU-41) da Marinha do Brasil (MB), e do 1° Esquadrão do 8º Grupo de Aviação (1º/ 8º GAv) da Força Aérea Brasileira (FAB).

Ao longo de toda a missão, foram tomados os cuidados quanto à contaminação pelo novo coronavírus, por meio da realização de testes rápidos para a COVID-19 em todos os militares e civis participantes, a descontaminação dos equipamentos empregados e materiais a serem entregues, além do uso de equipamentos de proteção individual (EPI).

A Operação Maranhão é uma ação humanitária coordenada pelo Ministério da Defesa, juntamente com o Ministério da Saúde, com o objetivo de prestar apoio no estado do Maranhão com médicos especialistas, EPI, materiais, medicamentos e testes de COVID-19, visando resguardar o bem-estar e promover a saúde nas comunidades indígenas.

Fonte: 24º BIS