Homenagem no aniversário de professora que formou gerações de atletas da Escola Preparatória de Cadetes do Exército

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 08 set 2020
Crédito: Sd Bernardino

Campinas (SP) – No dia 4 de setembro, a Professora Odette Valentim Domingos, a “Tia Odette”, assim chamada de forma carinhosa por várias e várias gerações de integrantes da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), foi surpreendida com uma simples homenagem pelos integrantes da Escola, por completar 86 anos, no dia 5 de setembro.

Tia Odette participou da formatura geral na Praça Cidade de Campinas, ficando em local de destaque. Na sequência, ao entrar no Salão Carlos Gomes, foi surpreendida por uma representação de militares dos diversos setores e da Banda de Música da EsPCEx, a qual, com um belo repertório de músicas, sensibilizou Tia Odette. O Comandante da Escola, o Coronel Fabiano Espínola Araujo, fez uso da palavra e a entrega de lembranças para a homenageada.

Rico histórico

Odette Valentim Domingos - ou somente “Tia” Odette, como prefere, é ex-atleta e, com 85 anos de idade, continua com um espírito muito jovem, treinando Alunos da EsPCEx. Vinda do interior de São Paulo, espalhou destaque e reconhecimento para os cinco continentes do globo, sempre viajando para competir. Entre suas conquistas, destacam-se: Campeã dos Jogos Abertos de Interior diversas vezes, dos Jogos Regionais, Paulista e Brasileira; Penta Campeã Sul-americana e master; participou também do campeonato pan-americano e conseguiu cinco títulos mundiais, atingindo o recorde de 53 metros no lançamento de disco, chegando muito próximo de participar das olimpíadas de 1964, no Japão. Mais de 3.000 troféus e medalhas abrilhantam as paredes de sua casa.

Uma mulher encantadora e de personalidade forte, Tia Odette é um exemplo de esforço e de determinação. Afirma ter esperança nos jovens responsáveis pelo futuro do Brasil e, é claro, nutre uma grande paixão pelo Exército, instituição pela qual foi bastante apoiada em sua carreira por causa de seu companheiro, Argemiro Roque, que já treinava alunos da EsPCEx.

Fonte: EsPCEx