Dia do Serviço de Intendência

12 de abril

Publicado em 11/04/2024 09h39 | Atualizada em 11/04/2024 09h59

No dia 12 de abril, comemora-se o Dia do Serviço de Intendência do Exército Brasileiro, data de nascimento do Marechal Carlos Machado de Bitencourt, seu ilustre patrono. O Marechal Bitencourt nasceu no Rio Grande do Sul, em 1840, e iniciou a sua trajetória nas fileiras do Exército no ano de 1857. O Marechal de Ouro, como ficou conhecido, desde o seu ingresso na carreira das armas, sempre demonstrou coragem cívica e entusiasmo com a vida castrense.

O Marechal Bitencourt galgou todos os postos possíveis da carreira militar, participando de grandes confrontos, como a Guerra da Tríplice Aliança (1865 – 1870) e a Campanha de Canudos (1897). Nesta última, enfrentou o desafio da falta de uma cadeia de suprimentos, implementando uma organização meticulosa e sistemática do transporte de pessoal e material, garantindo um fluxo contínuo e eficiente de reabastecimento para as tropas. Esse esforço crucial contribuiu significativamente para a derrota dos rebeldes, sendo sua atuação decisiva para o desfecho positivo do conflito. Como último ato de coragem dos seus 40 anos de relevantes serviços prestados, o Marechal Bitencourt demonstrou compromisso inabalável com a Pátria, protegendo o Presidente Prudente de Morais de um ataque com arma branca, com o ônus da própria vida.

O Serviço de Intendência caracteriza-se como elemento fundamental das funções logísticas suprimento e transporte, permeando todos os lugares que contam com a presença de organizações militares da Força Terrestre. Possui, como principal missão, suprir as Grandes Unidades, envolvendo todas as classes de suprimento, atuando nas atividades de determinação de necessidades, obtenção e distribuição, sendo o principal responsável pelo transporte dos itens para a ponta da linha, evidenciando sua importância para a permanência da tropa em combate, uma vez que interage operacionalmente com todas as armas, quadros e serviços, provendo os meios necessários para garantir o poder de combate dos elementos apoiados.

No Brasil, iniciou-se uma embrionária estrutura logística no ano de 1808, devido à necessidade da defesa contra a ameaça Napoleônica. Já no século seguinte, em 1º de outubro de 1920, foi criado, oficialmente, o Serviço de Intendência, fruto da atuação da Missão Militar Francesa junto ao Exército Brasileiro, após a Primeira Guerra Mundial, para auxiliar na modernização da Força Terrestre.

Com o advento da Segunda Guerra Mundial, o Serviço de Intendência foi testado em combate e posto à prova no Teatro de Operações da Itália, no qual fez-se presente de forma pujante e efetiva, ao apoiar a Força Expedicionária Brasileira, ganhando, na ocasião, o epíteto de “Rainha da Logística”. Cabe destacar o trabalho do Coronel Intendente do Exército Brasileiro Fernando Lavaquial Biosca, que foi, em grande parte, o responsável por este feito. Como chefe do Serviço de Intendência da 1ª Divisão de Infantaria Expedicionária, planejou o suprimento das tropas da Força Expedicionária Brasileira com víveres, munições, combustíveis, uniformes e equipamentos, bem como coordenou as atividades de transporte e de sepultamento de mortos, tarefas estas que se fazem presentes até hoje na Doutrina Militar Terrestre.

Atualmente, o Serviço de Intendência tem participação efetiva em todas as atividades desenvolvidas pela Força Terrestre, com ênfase na gestão logística e financeira. No campo operacional, o Comando Logístico (COLOG) é o Órgão de Direção Setorial responsável pela atividade-fim da Logística, prevendo, provendo e mantendo a prontidão logística no preparo e no emprego da Força Terrestre.

Na área econômico-financeira, cabe à Secretaria de Economia e Finanças (SEF) realizar o planejamento, acompanhamento e execução orçamentária relativa aos recursos de qualquer natureza, alocados para o Comando do Exército. Além disso, a SEF conta com o Instituto de Economia e Finanças do Exército (IEFEx), responsável pela capacitação e atualização constante dos agentes da administração. Ressalta-se, ainda, a atuação e orientação realizada pelo Centro de Controle Interno do Exército (CCIEx), com a finalidade de proteger e fortalecer o valor organizacional do Exército Brasileiro, possuindo subordinação direta ao Comandante do Exército.

O Serviço de Intendência desempenha, ainda, um papel primordial ao fornecer os recursos necessários para a manutenção da segurança e garantia da defesa e soberania de todo o território nacional. Isso permite que o Exército Brasileiro mantenha a prontidão e a eficácia em suas operações militares. Recentemente, apoiou o transporte de meios pelos modais rodoviário e aquaviário até a Amazônia, contribuindo na implantação do 18º Regimento de Cavalaria Mecanizado, em Roraima. Ademais, o Serviço de Intendência desempenha papel crucial em momentos de grande crise ocasionada por catástrofes naturais, garantindo o apoio logístico de gêneros alimentícios, medicamentos, vestuários e equipamentos, bem como coordenando a distribuição dos demais meios necessários para auxílio humanitário a toda a população afetada.

No contexto de Operações de Paz e Operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), o Serviço de Intendência tem atuado de forma exemplar em todas as ações demandadas pelos poderes constitucionais. É possível constatar tal fato, ao se averiguar os exitosos resultados alcançados na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH), desde a geração do poder de combate até a reversão das tropas para o Brasil, com destaque para as Funções Logísticas Suprimento, Transporte e Recursos Humanos. Além disso, na Operação Covid-19, pôde-se constatar, mais uma vez, uma logística eficiente na distribuição de suprimentos médicos e de equipamentos de proteção individual por todo o território nacional. Já na Operação Acolhida, a Intendência atua no acolhimento digno de civis refugiados venezuelanos, evidenciando a vertente “mão amiga” do Exército Brasileiro.

No que se refere à Ciência e Tecnologia, o Serviço de Intendência tem sido responsável por diversas inovações técnico-científicas ao longo dos anos para melhorar a Logística e os sistemas de gestão de pagamento da SEF. Destacam-se, nesse sentido, ações inovadoras e relevantes realizadas por intendentes, a exemplo da criação do Sistema de Acompanhamento da Gestão (SAG), o qual fornece informações gerenciais tempestivas e atualizadas sobre a gestão dos recursos utilizados pela Força Terrestre, bem como executa auditoria sistêmica por intermédio de modernas técnicas de cruzamento de dados com o auxílio da tecnologia da informação.

Outra inovação relevante foi a implementação do Sistema Integrado de Gestão Logística (SIGELOG), que possui a finalidade de gerir o ciclo logístico dos Materiais de Emprego Militar (MEM) e de itens das classes de suprimento do Exército Brasileiro, apoiando, assim, o planejamento, a execução e o controle das funções logísticas nos diversos escalões.

Nobres Intendentes de ontem, de hoje e de sempre, orgulhem-se da folha de acanto e mantenham o espírito de nosso patrono, carregando consigo o trecho da oração do Intendente: “Preservando em minha alma a vibração por pertencer a um Serviço honrado e eficaz, a resignação por não receber as glórias da vitória e a fé inabalável na nobreza de minha missão”.

Nós ditamos a permanência no combate!

Suprir, lançar, servir e transportar!

 

Brasília-DF, 12 de abril de 2024.

Acesse o texto alusivo ao Dia do Serviço de Intendência.

Fonte: Centro de Comunicação Social do Exército