Encontro de integrantes do 42º Batalhão de Infantaria Motorizado, extinto em 2003, é marcado pela emoção


Crédito: Ten Andriely

Goiânia (GO) – O General Octávio Costa, da reserva, cunhou uma frase que representa a essência do que é ser militar: “a farda não é uma veste que se despe com facilidade e até com indiferença, mas uma outra pele, que se adere à própria alma, irreversivelmente para sempre". Esse foi o espírito reinante do 2º Encontro de Integrantes do 42º Batalhão de Infantaria Motorizado (42º BI Mtz), realizado no último dia 1º de junho, em Goiânia. Um dia de fortes emoções para quem nunca deixou de ser soldado, mesmo na reserva.

Cerca de 350 antigos integrantes do 42º BI Mtz, acompanhados de familiares, participaram do encontro, realizado nas dependências do 1º Batalhão de Ações de Comandos (1º BAC). O evento de confraternização contou com uma série de atividades, incluindo exibição de Cães de Guerra, do Comando de Operações Especiais; apresentação de Ordem Unida sem Comando, do Batalhão da Guarda Presidencial; e uma exposição de armamentos.

O 42º BI Mtz existiu entre os anos de 1962 e 2003, sendo extinto para a criação do 1º BAC, criado em 2004. Porém, como visto durante o evento festivo, os mais de 40 anos de história do "Batalhão General Xavier Curado" deixaram marcas indeléveis no coração de seus antigos integrantes, especialmente daqueles que já deixaram o serviço ativo.

É o caso do General Athos Costa de Faria, que iniciou sua trajetória como oficial no 42º BI Mtz. "Hoje, aos 83 anos de idade, mas ainda com o sangue de infante nas veias, é uma satisfação verificar a evolução dessa organização militar, que teve seu embrião na 2ª Companhia do 6º Batalhão de Caçadores, em 1960, na cidade de Ipameri (GO). É um orgulho ter participado dessa história", comentou.

Outro antigo integrante do 42º BI Mtz a expressar sua emoção durante o evento foi o 1º Tenente Deygles Vieira Cavalcante, Presidente da Associação de Oficiais da Reserva (AORE) em Goiânia. "Realizamos o primeiro encontro em 2014 e foi memorável. Ficou, então, o desafio de realizarmos um segundo encontro. Conseguimos mobilizar ainda mais participantes, com efetivo de quase duas companhias, o que demonstra a motivação que a nossa reserva mantém viva".

Presente ao encontro, o General de Brigada Mário Fernandes, Comandante de Operações Especiais e que comandou a 3ª Companhia do 42º BI Mtz, como Capitão, saudou os antigos integrantes do Batalhão. "Só posso transmitir os parabéns, pelos cidadãos e soldados que sempre foram. É marcante a lealdade que demonstram pela Unidade, com os irmãos de armas e com o Exército Brasileiro. O espírito e valores que reforçaram na caserna jamais foram abandonados e estão sendo repassados aos seus descendentes".

Fonte: Agência Verde-Oliva


Crédito: Ten Andriely