Informativo pró-Ativo nº 011

Publicação: Ter, 20 de setembro de 2019

 

1. Podcast "Braço Forte"!

 
     O Exército Brasileiro passou a divulgar suas atividades, também, por meio de podcasts - arquivos de áudio disponíveis em plataformas digitais. As entrevistas estarão disponíveis em nossas mídias digitais e, também, no Spotify.

     Na última semana, o Centro de Comunicação Social do Exército realizou a produção dos primeiros episódios nos estúdios da Rádio Verde-Oliva FM.

     Acompanhe e nos ajude a divulgar o Podcast “Braço Forte”!

          - Podcast #1: o Gen Leal Pujol, Comandante do Exército, abordou aspectos da carreira e temas relacionados à Força Terrestre. (Clique aqui)

          - Podcast #2: “Comunicação Estratégica”, com o jornalista Alexandre Garcia e o Gen Richard, Chefe do Centro de Comunicação Social do Exército. (Clique aqui)

 

 

2. O Exército Brasileiro e o Meio Ambiente: algumas publicações realizadas em nossas mídias

Leia, assista, comente, compartilhe!

 

a. Comando Conjunto Norte cria bases avançadas para intensificar os trabalhos na Operação Verde Brasil - Twitter do EB (Clique aqui)

b. 52º Batalhão de Infantaria de Selva participa da Operação Verde Brasil - Site do EB (Clique aqui)

c. Militares das Forças Armadas e do Corpo de Bombeiros Militar do Pará combateram, com sucesso, foco de incêndio que se alastrou por extensa área de uma fazenda localizada no Km 14 da BR-230 (Rodovia Transamazônica), em Itaituba - Facebook do EB (Clique aqui).

d. Ministros e governadores acompanham balanço das ações do Comando Conjunto Norte na Operação Verde Brasil - Twitter do EB (Clique aqui)

e. Forças Armadas, Corpo de Bombeiros Militar do Pará e agentes do IBAMA debelam cinco pontos de incêndios - Site do EB (Clique aqui)

f. 17ª Brigada de Infantaria de Selva recebe bombeiros israelenses para auxiliar no combate a incêndios - Site do EB (Clique aqui)

g. Bombeiros israelenses iniciam o apoio à Operação Verde Brasil em Rondônia – Twitter do EB (Clique aqui)

h. Operação Verde Brasil: embarque de cerca de 100 militares do 2º Batalhão de Infantaria de Selva, em aeronave C-130, para deslocamento para a Serra do Cachimbo, com o objetivo de atuar no combate a incêndios e demais crimes ambientais - Twitter do CMN (Clique aqui)

i. 12º Regimento de Cavalaria Mecanizado atua em conjunto com órgão de segurança pública na fiscalização e repressão de delitos transfronteiriços e ambientais na faixa de fronteira sul do País - Facebook do EB (Clique aqui)

j. Ação de Patrulha e Inspeção Naval Interagências apreende mais de 300 toras de madeira ilegal no Rio Moju - Twitter do EB (Clique aqui)

k. Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON): “Integrando capacidades na vigilância e na atuação em nossas fronteiras” - Facebook do EB (Clique aqui)

l. Operação Ágata: 14º Regimento de Cavalaria Mecanizado - Youtube do EB (Clique aqui)

m. Companhia Especial de Fronteira de Clevelândia do Norte promoveu campanha de conscientização ambiental - Site do EB (Clique aqui)

 

3. Um pouco da nossa história!
 

a. Desembarque da Força Expedicionária Brasileira em solo italiano - Edição 03 (Clique aqui)

b. Solenidade celebra os 75 anos da 1ª ação de combate da Força Expedicionária Brasileira em solo italiano (Clique aqui)

c. Museu do Expedicionário está com exposição sazonal de peças e novidades para a população (Clique aqui)

d. Homenagens emocionam pracinhas no Dia do Soldado (Clique aqui)

e. A invasão alemã à Polônia (Clique aqui)

 

4. Previna-se de golpes nos sites de compra e venda de mercadorias

 
     A internet tem proporcionado, de maneira muito cômoda, compras on-line. Possui inúmeras formas e facilidades de pagamento, além da vantagem de receber o produto no conforto do lar.

     Em contrapartida, essas facilidades vêm se tornando um campo lucrativo e altamente compensador para golpistas e falsários.

     Seguem algumas orientações do Centro de Inteligência do Exército a respeito do assunto:

a. “Modus operandi”
Exemplos de golpes aplicados por falsários/golpistas utilizando o ambiente cibernético:
1) Monitoram os sites de venda e entram em contato com o vendedor propondo pagar o preço anunciado.
2) Apresentam uma documentação falsa, como a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), impondo credibilidade à sua narrativa.
3) Clonam o anúncio de outro vendedor com valor bem menor ao praticado no mercado.
4) Convencem o comprador de que estão vendendo por preço abaixo de mercado porque o recebeu de terceiro, como pagamento de dívida, ou como pagamento de honorários advocatícios (utilizando sua falsa carteira profissional de advogado).
5) Por fim, convencem o comprador a fazer o depósito na conta do golpista, como sinal ou garantia do negócio; o falso advogado desaparece; só então, ambos descobrem que foram vítimas de um golpe.
 
b. Medidas de proteção contra o golpe em site de vendas
1) Evite fazer qualquer tipo de depósito antecipado sem ver o produto de perto.
2) Atente-se aos motivos da venda e desconfie de vendedores que ofereçam o produto em perfeito estado e por um valor bem abaixo de mercado, seja por qualquer motivo.
3) Pesquise, sempre, os valores de mercado daquilo que você pretende adquirir.
4) Fique atento a “excessos de facilidades” e oportunidades extremamente vantajosas.
5) Desconfie se o vendedor está muito apressado, nervoso ou impaciente.
6) Antes de se encontrar com o vendedor, busque informações sobre ele.
7) Pergunte o nome completo; lugar onde mora ou trabalha; telefone para contato ou e-mail; e outras informações que possam ajudar a identificá-lo.
 
c. Proteja seus dados pessoais
1) Ao realizar seu cadastro em qualquer site de compras, utilize todas as configurações que proporcionam segurança ao usuário.
2) Use uma senha forte (preferencialmente com 12 caracteres ou mais).
3) Não forneça fotos nem documentos pessoais por meio de aplicativos de mensagens.
4) Configure os acessos exigindo a verificação em duas etapas. Isso inviabiliza o sequestro de contas (WhatsApp).

     Se for vítima de golpe, REGISTRE um Boletim de Ocorrência (BO) em uma delegacia especializada em crimes cibernéticos ou em uma delegacia comum.

 

5. #COMBATAFAKENEWS
 

     “...O termo fake news (notícia falsa, boato ou rumor, em português), com suas ações e consequências, só se tornou popular mais recentemente, apesar de ser conhecido há muito mais tempo. As fake news são mais antigas do que se imagina...”

     “...A expressão popularizou-se em 2016, durante a campanha presidencial dos Estados Unidos, quando a imprensa internacional veiculou exaustivamente, nas redes sociais, que mentiras estavam sendo divulgadas como verdades...”

     “...Algumas medidas podem ser adotadas para evitá-las: apurar a origem; buscar estar bem informado e atualizado; verificar a autoria; possuir fonte de apoio; checar a hora e a data em que a informação foi postada; averiguar quando o “fato ocorreu”; examinar a imagem; investigar se a informação é uma piada; consultar um especialista; verificar se há preconceito no assunto divulgado; e confirmar os dados com outros veículos de comunicação, especialmente com as grandes mídias, entre outras...”

     “Do paraíso ao inferno: fake news e a guerra das narrativas”, de onde extraímos os parágrafos acima, é um dos textos do EBlog, escrito pelo Cel Swami de Holanda Fontes, que trata desse tema de relevância em nossos dias. (O Sr pode reler o texto clicando aqui).

     Atento ao processo de desinformação a que estamos submetidos em nosso dia a dia, o CCOMSEx passa a tratar do assunto de forma mais direta, a fim de manter o nosso público alerta e cônscio de que, em sendo “Notícia falsa, não compartilhe!” (Clique aqui)

     Caso o Sr receba alguma notícia e não tenha certeza da procedência ou veracidade, avise-nos. O Exército Brasileiro não se furtará à responsabilidade de elucidar os fatos!

 
Informar e esclarecer é dever do Comando!

 

6. FHE e POUPEX divulgam resultado de pesquisa de demanda de moradia
 
     Em pesquisa promovida pela Fundação Habitacional do Exército (FHE) e pela POUPEX, em parceria com o Departamento Geral de Pessoal do Exército (DGP), 9.776 militares apontaram as localidades de interesse para a compra da casa própria. As dez cidades mais votadas foram (nesta ordem): Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ), João Pessoa (PB), Santa Maria (RS), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Campo Grande (MS), Juiz de Fora (MG), Recife (PE) e Porto Alegre (RS).

     Do total de respondentes, 85% manifestaram o desejo de adquirir a moradia, sendo a maioria subtenentes e sargentos (58%), seguidos por capitães e tenentes (25%), oficiais superiores (16%) e oficiais-generais (1%). Os participantes do levantamento também registraram a preferência da tipologia dos imóveis, com destaque para apartamentos de 3 quartos.

     “Esses dados facilitarão o planejamento para a aquisição de terrenos visando à construção de novos residenciais da FHE para os próximos anos e a manutenção dos projetos já em curso. Boa parte das informações ratificam os resultados de pesquisas anteriores e a correta escolha das cidades onde temos empreendimentos em andamento”, avalia o Diretor de Habitação da FHE e da POUPEX, General de Divisão Luiz Felipe Linhares Gomes.

     Atualmente, há 11 empreendimentos em construção, sendo 4 no Distrito Federal e os demais em Campo Grande (MS), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Juiz de Fora (MG), Porto Alegre (RS) e Santa Maria (RS).

     Para saber mais sobre esses residenciais, acesse:

     https://www.fhe.org.br/produtos/empreendimentos/.

     Para acessar a pesquisa, clique aqui.

 

 

7 de setembro - Dia da Independência do Brasil
Brasil acima de tudo!

(clique aqui)