UM PROFETA DE CAVALARIA

Publicação: Qui, 29 de agosto de 2019

 

          Hoje pela manhã, assistindo pelo Esporte Espetacular as reminiscências da Copa do Mundo 2002, lembrei-me de uma curiosa passagem. Então, eu estava no Comando do Colégio Militar de Juiz de Fora. O meu companheiro e amigo Chico Marçal (Ten Cel Cav Francisco Sérgio Marçal Coelho) era o Chefe da Seção Técnica de Ensino, justamente o encarregado do desenvolvimento e da programação do ano escolar, ou seja, a conhecida “tripa” ou PGE.
 

          A Copa foi realizada naquela oportunidade no Extremo Oriente (Japão e Coréia do Sul), com seus fusos horários de obrigar a trocar a noite pelo dia, bem como modificar o planejar da vida aqui na Terra Brasilis, em função dos jogos realizados de madrugada (para nós).
 

          Convidei o Chico Marçal para estudarmos como adaptar os horários, de modo a minimizar as perdas de horas de aula, evitando as incômodas reposições. Para isso, precisávamos de um mínimo de previsão de quando ocorreriam os jogos da seleção brasileira.
 

          Foi aí que o referido profeta de cavalaria vaticinou que o Brasil estaria em todos jogos de todas as fases, incluída a final. E eu, que confiava muito nele, autorizei.
 

          Não deu outra! Que boca maldita a desse Chico Marçal!
 

          ÉÉÉÉÉÉ PEEEEEENTAAAAAAA!.

 

Autor: Cel José Marcos de Almeida Neves  - Cav 1978