Voltar

 

Momento Cívico: Escola Classe 10 de Ceilândia

 

 

Ouça o programa e a reportagem

 

Ceilândia (DF) – Difundir valores cívicos e militares a estudantes de diferentes faixas etárias, promover a cidadania e estimular o amor à Pátria. Esses são os principais objetivos do Momento Cívico, evento realizado, mensalmente, pelo Exército Brasileiro, sob a coordenação da Rádio Verde-Oliva, em parceria com escolas públicas e particulares do Distrito Federal e do entorno.

 

Com isso, a cada mês, uma equipe da Rádio desloca-se até o estabelecimento de ensino, onde promove diversas atividades cívico-culturais com alunos, professores, coordenadores e direção. Nessas oportunidades, é gravado um programa, que vai ao ar na mesma semana do evento.

 

Neste mês de junho, a instituição contemplada foi a Escola Classe 10 de Ceilândia. A solenidade contou com o cerimonial de hasteamento do Pavilhão Nacional e das bandeiras do DF e da Escola pelos alunos e por militares do 1º Regimento de Cavalaria de Guardas, trajando seus uniformes históricos; canto do Hino Nacional; e apresentação da fanfarra dos Dragões da Independência. Além disso, a Rádio 98,7 promoveu atividade diferente para cerca de 200 crianças de 4 a 12 anos: uma oficina de leitura e contação de histórias.

 

A principal finalidade do projeto literário é trabalhar o lúdico, desenvolvendo a criatividade e a imaginação, uma vez que nada é tão sensível e aberto ao novo quanto a infância. Assim, busca-se incentivar o gosto pela leitura e fomentar o hábito de ouvir, por meio de narrativas que encantem os pequenos.

 

A receptividade dos alunos ao Momento Cívico foi tão grande que, logo da chegada dos militares e da montagem da estrutura de gravação e oficina de leitura, a criançada foi para a porta das salas de aula, onde acompanhava atentamente a novidade. Muito entusiasmados e educados, os estudantes interagiram em todas as ocasiões. Na oficina literária, a garotada ficou bastante empolgada com as histórias e com os materiais lúdicos, brincando com os livros e os fantoches.

 

A cada apresentação cultural, tanto na solenidade cívica, quanto nas atividades musicais, os militares eram muito aplaudidos e, a cada brincadeira, a meninada ficava eufórica e ria bastante. Um momento à parte foi a apresentação dos músicos da fanfarra e de seus instrumentos, oportunidade em que os militares executaram sucessos atuais e consagrados, com destaque para temas cômicos e conhecidos pelos alunos, como a música do desenho da Pantera cor-de-rosa.

 

Para o Administrador de Ceilândia, Vilson José de Oliveira, o evento é revestido de grande importância não só para a Escola, mas para toda a comunidade daquela região, pois desperta a juventude para o sentimento cívico, com o resgate do canto do Hino Nacional e do amor pelo Brasil. Essa opinião foi corroborada pelos alunos do 5º ano Lucas Cauã e Vinícius Ribeiro, ambos de 11 anos, que adoraram cantar o Hino, executado lindamente pela fanfarra dos Dragões.

 

A Diretora da Escola Classe 10, professora Michele de Sousa, destacou que o Projeto do Exército é de muita valia para todas as escolas que o recebem, pois resgata os valores tão caros à sociedade, como o civismo e o patriotismo. No mesmo sentido, a pedagoga Hacmoni Alves ressaltou que, embora a atividade cívica ocorra semanalmente na Escola, com a presença da Bandeira do Brasil e o canto do Hino Nacional, o Momento Cívico proporcionado pelos militares é algo diferente e que chama a atenção das crianças, por trazer o Exército para a instituição de ensino, o que impacta a vida dos alunos.

 

A supervisora pedagógica Queila Branco salientou que a Escola desenvolve projeto calcado em valores, sendo que o civismo, o respeito à Bandeira, às leis e ao próximo são os mais relevantes. Nele, trabalha-se a dimensão humana e como devemos nos comportar para ser pessoas de bem. Nesse sentido, vivenciar o momento cívico com a presença do Exército é algo muito significativo para os educandos.

 

Com a participação de familiares dos alunos e de autoridades, o Momento Cívico da Rádio Verde-Oliva em Ceilândia foi finalizado com a distribuição de brindes e de produtos impressos do Exército, como a Revista Recrutinha. 

 

Reportagem: TC Gauté.