CIGS abre portões do quartel para celebrar o nascimento de filhote de anta

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 12 set 2017
Crédito: Cap Luís Gustavo

Manaus (AM) – O Zoológico  do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS) recebeu, no dia 9 de setembro, mais de 6.000 visitantes. O evento, que ocorreu com portões abertos, foi promovido com a finalidade de comemorar o aniversário de um mês do nascimento da nova integrante do zoológico (nascida em 9 de agosto), uma filhote de anta. os visitante puderam, ainda, ajudar a escolher o nome do novo membro da organização militar.

Durante todo o dia, as pessoas puderam, além de visitar o zoológico, conhecer a filhote, que foi a atração do público, principalmente para as crianças. A escolha do nome se deu votando nas seguintes opções: Tapioca, Pupunha e Potira.

O nascimento da filhote de anta foi o primeiro da espécie a acontecer no Zoológico do CIGS, pois segundo os veterinários, a reprodução de animais em cativeiro é um desafio, sendo fruto de bem-estar animal, manejo nutricional e reprodutivo adequados. Devido à longa gestação das antas, essa espécie produz poucos filhotes ao longo de sua vida, sendo a reprodução em cativeiro uma importante forma de manutenção da espécie. Por isso, todos festejaram a sua chegada.

O zoológico do CIGS, que é um dos pontos turísticos mais visitados da cidade de Manaus, além de servir de apoio às instruções na formação dos militares Guerreiros de Selva, os quais podem conhecer as espécies da fauna amazônica, desempenha um papel social importantíssimo, realizando projetos de educação ambiental, principalmente para crianças de escolas públicas  e  privadas de Manaus, abordando a importância da preservação e do respeito à natureza.

Desde a sua criação em 1966, o zoológico do CIGS recebe animais de órgãos responsáveis pela proteção da Fauna, como o IBAMA. Os animais apreendidos, provenientes de maus tratos, do tráfico, ou  apreendidos em cativeiros ilegais, após capturados passam por um processo de triagem para a averiguação se há possibilidade do animal voltar para o seu habitat natural. Não sendo possível realizar a soltura, é escolhido um novo lar para o animal. Nesse contexto, entra a importância do Zoológico do CIGS, que recebe os animais que não têm condições de retornar à vida livre, comprometendo-se com sua manutenção em cativeiro dentro dos princípios de bem-estar e sanidade animal.

A divulgação do nome da filhote de anta escolhido pelo público  acontecerá no dia 13 de setembro, pois nos dias 11 e 12, os próprios militares do Centro poderão votar em uma das três opções de nomes.



Fonte:CIGS