Brasileiros se destacam em Curso de Mergulhador de Combate no México

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 25 abr 2022
Crédito: AdiBRMX

Cozumel (México) – Militares brasileiros do Comando de Operações Especiais realizaram o 26º Curso de Mergulhador de Combate das Forças Especiais do México entre os dias 27 de janeiro e 15 de abril. O Capitão Diego Teixeira de Carvalho Zago, do Centro de Instrução de Operações Especiais, obteve o 2° lugar no curso. Destacou-se também o 1° Sargento Patrick André da Silva, do 1º Batalhão de Ações de Comandos. 

O curso ocorreu inicialmente na sede do Centro de Adestramento de Forças Especiais, na cidade de Temamatla, e, em seguida, no Subcentro de Adestramento de Mergulhador de Combate, localizado em Cozumel, Quintana Roo, no México. O treinamento foi realizado ao longo de doze semanas e teve como objetivo preparar e adestrar as tropas especiais para missões de segurança interna, de combate ao crime organizado, de contrainsurgência e para atividades em apoio à população. A capacitação englobou técnicas básicas e avançadas de mergulho, empregando tanto os equipamentos scuba de circuito aberto, quanto drager de circuito fechado.

Os participantes tiveram a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos em mergulhos de até 140 pés de profundidade, empregando técnicas de mergulho com descompressão, além de participarem de adestramentos em operações anfíbias e técnicas aeromóveis em ambiente aquático.

As performances dos militares brasileiros evidenciaram, junto à nação amiga, o profissionalismo, a liderança e o conhecimento profissional do militar brasileiro. "É muito gratificante receber militares de um país amigo como o Brasil. Essa troca de experiências é fundamental para os nossos Exércitos", afirmou o Comandante da Guarnição Militar de Cozumel, General Laureano Carrillo Rodriguez, que presidiu a cerimônia de encerramento, acompanhado do Comandante da Base Aérea N° 4, General Seidy Salvador Gallardo, e do Adido Militar do Brasil no México, Coronel Marcio Cesar Ribas Cerqueira.

Fonte: Aditância do Brasil no México