Jovens tocantinenses aprovados em processo seletivo são matriculados no Curso de Formação de Oficiais da Reserva

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 25 fev 2022
Crédito: Sd Luís Felipe

Palmas (TO) – Dia 14 de fevereiro de 2022, foi realizada a solenidade de matrícula da V Turma do Núcleo de Preparação da Reserva (NPOR) do 22° Batalhão de Infantaria (22° BI) – Batalhão Tocantins. O evento contou com a presença de autoridades e familiares dos jovens selecionados.

A quinta turma é composta por vinte alunos escolhidos em rigoroso processo seletivo realizado entre os jovens alistados em Palmas, que possuíam o Ensino Médio completo ou estavam cursando o 3º ano do ensino médio na data da seleção para a prestação do serviço militar inicial.

Os novos alunos realizaram a entrada solene no Portão das Armas do 22º BI, simbolizando a incorporação ao efetivo do Exército Brasileiro. Na segunda parte da solenidade, realizada no pátio de formaturas do Batalhão Tocantins e presidida pelo Coronel Adenir Fernandes Nogueira, Comandante do 22º BI e Diretor de Ensino, os novos integrantes da organização militar (OM) receberam as boas-vindas e votos de sucesso na nova e importante etapa de suas vidas.

Durante a formatura, os familiares tiveram a oportunidade de vê-los fardados pela primeira vez e realizaram a entrega das insígnias de Aluno do NPOR. A atividade foi concluída com a realização da Aula Inaugural do Curso, ministrada pelo Major Queiroz, Instrutor Chefe do NPOR/22º BI.

O curso terá a duração de aproximadamente dez meses. Com exceção dos acampamentos onde são realizadas as instruções práticas e da realização de pedidos de colaboração de instruções (PCI) em outras guarnições, oportunidades em que são realizadas viagens para conhecer outras OM do Exército, as aulas são ministradas apenas no período matutino, de forma a possibilitar que os alunos frequentem o curso superior em que estiverem matriculados.

Os alunos que concluírem o curso com aproveitamento, serão declarados Aspirantes a Oficial da Reserva do Exército e, caso existam vagas, poderão concorrer à seleção para ocupar cargos e exercer funções de oficial subalterno da ativa por até sete anos.

Fonte: 22º BI