Cerimônia de brevetação do 21/2 - Curso Básico Paraquedista

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 19 out 2021
Crédito: Sd Leal Silva

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 15 de outubro, na Área de Estágios do Centro de Instrução Pára-quedista General Penha Brasil (CI Pqdt GPB), "Escola de Paraquedistas 1945", ocorreu a cerimônia de brevetação do 21/2 Curso Básico Paraquedista. 171 novos paraquedistas foram brevetados, sendo 19 oficiais, 112 cadetes do 4º ano da Academia Militar da Agulhas Negras, 36 praças do Exército Brasileiro, 2 da Marinha do Brasil e 2 da Força Aérea Brasileira. Pela primeira vez na história do CIPqdt GPB, foram formadas 8 cadetes do segmento feminino.

A solenidade foi presidida pelo Presidente do Superior Tribunal Militar (STM), General de Exército Luis Carlos Gomes Mattos,  e contou com a presença do Chefe do Departamento de Engenharia e Construção (DEC), General de Exército Júlio César Arruda, do Comandante Militar do Leste (CML), General de Exército José Eduardo Pereira, e do Diretor do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), General de Exército André Luis Novaes Miranda, demais oficiais-generais da guarnição, comandantes de organizações militares, familiares e convidados.

Durante a formatura foi transmitido um áudio gravado pelo Comandante do Exército Brasileiro, General de Exército Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, na qual parabenizou os formandos e destacou o significado e a expectativa da Força em relação aos novos combatentes aeroterrestres.

Após a solenidade, os novos paraquedistas participaram de um “Badernaço”, tradição da mística aeroterrestre, onde são cantadas três canções de forma a reverenciar o legado de gerações passadas e perenizar os valores da Instituição e da Brigada de Infantaria Pára-quedista.

O Curso Básico Paraquedista é um curso de especialização da linha de ensino militar bélico, realizado desde 1949, com a duração de seis semanas, desenvolvidas em duas fases. Ao longo do curso, além do condicionamento físico, o aluno aprende a técnica individual básica paraquedista. Ao final da segunda fase, o aluno estará apto a embarcar em uma aeronave militar para a realização de cinco saltos semiautomáticos.

No último salto, os alunos realizam a Operação Boot, que inicia com a emissão da Ordem de Operações pelo Comando da Bda Inf Pqdt, com os alunos inseridos em uma Companhia de Fuzileiros Paraquedista, orgânica de um Btl Inf Pqdt. Em seguida, planejam e ensaiam as ações, participando do briefing aeroterrestre conduzido pela Companhia de Precursores Paraquedistas. Essa operação é coroada com um exercício no terreno, que consiste de um salto armado e equipado em zona de lançamento inédita, com a realização de uma marcha para o combate, ocupação de uma zona de reunião e ocupação de um posto de observação, onde os novos paraquedistas podem observar o desdobramento no terreno das diversas funções de combate numa clássica operação aeroterrestre de cabeça de ponte aérea.

Fonte: CI Pqdt GPB