Departamento realiza visita técnica ao IDQBRN

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 26 ago 2021
Crédito: Sd Rosa - IDQBRN

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 19 de agosto, o Instituto de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (IDQBRN), organização militar que tem como Órgão enquadrante o Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), recebeu a visita do Chefe do Departamento, General de Exército Guido Amin Naves, acompanhado do Chefe de Ensino, Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação do DCT General de Divisão Robson Santana de Carvalho, e do Chefe do Centro Tecnológico do Exército, General de Brigada Armando Morado Ferreira, em visita de Orientação Técnica.

Como primeira atividade, o General Amin assistiu à palestra do Diretor do IDQBRN, Coronel QEM Marcos Carvalho Barcellos, sobre a história do Instituto e as atividades de pesquisa e desenvolvimento de produtos de defesa na área QBRN e de assessoria científica ao SisDQBRNEx, inclusive os trabalhos realizados em apoio ao enfrentamento da pandemia de covid-19.

Ao final da palestra do Coronel Barcellos, a comitiva visitou as instalações do IDQBRN e conheceu os laboratórios das seções finalísticas do Instituto. Dentre eles podem ser destacados o Laboratório de Análises Químicas (LAQ), da Seção de Defesa Química (SDQ), único laboratório no Brasil a ser acreditado na norma 17.025 para a análise de agentes químicos de guerra e único na região da América Latina a atingir grau máximo em teste de proeficiência interlaboratorial conduzido pela Organização para a proibição de Armas Químicas (OPAQ); o Laboratório de Defesa Biológica (LDB), da Seção de Defesa Biológica (SDB) que desenvolve pesquisas na área de biossensores e é um dos únicos laboratórios no Brasil a ter acesso a bancos de dados analíticos de agentes de bioterrorismo; e o Laboratório de Calibração de Equipamentos de Monitores de Radiação Gama (LabCal), da Seção de Defesa Radiológica e Nuclear (SDRN) que possui a capacidade de calibrar equipamentos que foram adquiridos para utilização nos grandes eventos de que o Brasil foi sede na década passada, contribuindo para manutenção da operacionalidade da tropa especializada, além de proporcionar economia de recursos, uma vez que as calibrações têm um custo médio de R$ 1.200,00 por equipamento.

A visita do General Amin, como Chefe do DCT, foi a primeira visita de orientação técnica realizada no ano de 2021 e teve como objetivo além de conhecer as instalações do Instituto, transmitir as diretrizes e as orientações do Departamento de Ciência e Tecnologia.

Fonte: Departamento de Ciência e Tecnologia