Diretoria realiza Estágio de Capacitação em Manutenção de Armamentos Leve

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 28 mai 2021
Crédito: 3º Sgt Renata e Cap Gonçalves

Brasília (DF) – No período de 3 a 21 de maio, a Diretoria de Material (D Mat) realizou o 2º Estágio de Capacitação em Manutenção de Armamento Leve em uso na Força Terrestre, que funcionou nas instalações do Batalhão de Manutenção e Suprimento de Armamento (BMSA) no Rio de Janeiro (RJ), organização militar indutora do conhecimento no que se refere aos armamentos leves.

A abertura do Estágio contou com a participação do Diretor Presidente da Indústria de Material Bélico do Brasil (IMBEL), General de Divisão R/1 Aderico Visconte Pardi Mattioli, do Chefe da Divisão Classe V - Armamento da D Mat, Coronel Juliano Naressi Neves, e do Comandante do BMSA, Tenente-Coronel Nelson Mendonça Junior.

A capacitação durou 19 dias e contou com a participação de instrutores da IMBEL/FI, do BMSA e com 29  estagiários das seguintes Organizações Militares: BMSA; Escola de Sargentos de Logística; 25º Batalhão Logístico - Escola; Batalhão Escola de Comunicações; 20º Batalhão Logístico Pára-quedista; 2º e 22º Batalhões Logísticos Leve; Escola Preparatória de Cadetes do Exército; 3º, 4º, 5º, 8º, 9º e 10º, 14º, 15º, 27º e 28º Batalhões Logísticos; Parque Regional de Manutenção da 3ª Região Militar; 17º Batalhão Logístico Leve de Montanha, Escola de Instrução Especializada; 3ª Companhia de Forças Especiais, 2º Batalhão Logístico de Selva e 17ª Base Logística de Selva.

O 1º Estágio ocorreu nos meses de outubro e novembro de 2020 no BMSA, à epoca, com número menor de participantes e organizações militares. Os militares participaram de instruções teóricas e práticas de manutenção de primeiro e segundo escalões dos fuzis, pistolas, metralhadoras, lançadores de granadas, espingardas, dispositivo Elétrico Incapacitante e outros armamentos em uso por tropas especializadas.

Com mais essa edição do Estágio de Capacitação, a DMat contribuiu, mais uma vez, com a formação de profissionais multiplicadores do conhecimento, em diferentes regiões militares, qualificando, portanto, as organizações militares com recursos humanos especializados em proveito da efetiva manutenção do armamento leve, dotação do Exército Brasileiro.

Fonte: Diretoria de Material