Comando Conjunto Norte divulga balanço da Operação Verde Brasil 2

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 05 mai 2021
Crédito: Comando Conjunto Norte

Belém (PA) – Após quase um ano de Operação Verde Brasil 2, o Comando Conjunto Norte, formado pelo Comando Militar do Norte (Exército), pelo 4º Distrito Naval (Marinha) e pelo Comando Aéreo Norte (Força Aérea), finalizou suas atividades de garantia da lei e da ordem ambiental nos estados do Pará, Amapá, Maranhão e Tocantins.

No período, militares das Forças Armadas combateram crimes e delitos ambientais e focos de incêndio na Amazônia Oriental, além de prestarem apoio logístico e de segurança. Os trabalhos ocorreram em coordenação com agentes de órgãos de segurança pública e de proteção ambiental municipais, estaduais e federais. A permanência das Forças Armadas na Amazônia Legal foi autorizada pelo Decreto 10.539, de 4/11/2020. A missão contribuiu com as ações para preservação da Amazônia previstas pelo Conselho Nacional da Amazônia.

Números
Desde o dia 11 de maio de 2020, quando a operação foi iniciada, foram aplicadas 295 multas e termos de infrações, no valor de mais de R$ 445 milhões. Mais de 170 mil metros cúbicos de madeira foram apreendidos. Quase 60 mil hectares de terra e 600 embarcações foram embargados. Os militares debelaram mais de 400 focos de incêndio na Amazônia Oriental. Foram apreendidos 117 meios de locomoção, inclusive quatro aviões monomotores de diferentes tipos usados em crimes ambientais.

Os militares e agentes também apreenderam 45 quilos de ouro e 146 mil toneladas de manganês, todos ilegais, assim como 70 mil litros de combustível. Foram recolhidos 473 materiais ilegais, como motosserras, motores e maquinário, no período da Operação Verde Brasil 2. Além disso, foram identificadas 19 pistas de pouso clandestinas.

Os números são resultados de 85 inspeções e 448 apoios a agências como Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Receita Federal, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade e Fundação Nacional do Índio. Foram 307 reconhecimentos terrestres e 158 aéreos, além de 784 patrulhamentos terrestres, 1831 veículos vistoriados e 2.793 inspeções navais – com 20 mil embarcações abordadas, sendo quase 1.800 notificadas.

Plano Amazônia
A transição para o Plano Amazônia tem como marco o dia 30 de abril passado. Sete dos 11 municípios prioritários atendidos estão na área de responsabilidade do atual Comando Conjunto Norte. Essa substituição da Operação Verde Brasil 2 conta com quatro eixos de atuação: priorização de áreas onde a ocorrência da ilicitude pode impactar de maneira mais decisiva os resultados da gestão ambiental; aumento da efetividade da fiscalização e o fortalecimento dos órgãos; disponibilização de alternativas socioeconômicas à população dentro do princípio do desenvolvimento sustentável; e contenção dos ilícitos em conformidade com a lei.

Fonte: Comando Conjunto Norte