Soldado do Exército, morto durante patrulhamento no rio Paraná, recebe homenagens póstumas em Brasília (DF)

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 26 jun 2020
Crédito: Cb Estevam e Marcos Corrêa/PR

Brasília (DF) — No dia 25 de junho, o Soldado do Exército Brasileiro Daniel Henrique Trarbach Engelmann recebeu homenagens póstumas na Capital Federal. Em uma quinta-feira repleta de emoção, a família do militar recebeu condecorações e cumprimentos no Ministério da Justiça e Segurança Pública, no Ministério da Defesa e no Quartel-General do Exército. No dia 10 de maio deste ano, o Soldado Trarbach foi morto durante uma ação de fiscalização na fronteira no Rio Paraná, próximo à cidade de Guaíra (PR).

No Ministério da Justiça e Segurança Pública, a foto do militar inaugurou a Galeria de Heróis do Programa VIGIA (de Segurança Nacional nas Fronteiras e Divisas), um espaço que eterniza o destemor, a honradez e a altivez daqueles que sacrificaram a própria vida durante o dever funcional. Na cerimônia de inauguração do retrato, estiveram presentes o Presidente da República, o Ministro da Justiça e Segurança Pública, o Ministro da Defesa e o Secretário-Geral da Presidência da República, além de representantes das Forças Armadas e de órgãos de segurança pública.

Na oportunidade, a irmã do soldado, Camila Trarbach, lembrou com orgulho de Daniel: “sua determinação era exemplar, sua vontade de crescer e conhecer o mundo era admirável. Nunca se negou a ajudar o próximo. Conforta saber que ele partiu fazendo o que tanto desejava e honrando sua Pátria. Seu heroísmo será lembrado eternamente”.

Os pais do militar homenageado inauguraram a foto do filho na galeria e receberam das mãos das autoridades uma placa de agradecimento. O Terceiro-Sargento Douglas Pascoal Ripp e o Soldado Fernando Borges Zwicker, que acompanhavam o Soldado Trarbach na operação, também foram homenageados. Após a cerimônia no Ministério da Justiça e Segurança Pública, a família do soldado e seus companheiros de operação foram recebidos pelo Ministro da Defesa, General de Exército Fernando Azevedo e Silva.

No Quartel-General do Exército, a família e os companheiros presenciaram a última homenagem do dia: a entrega da medalha Exército Brasileiro post mortem pelo Comandante do Exército, General Edson Leal Pujol. A condecoração tem como finalidade distinguir quem tenha praticado ação destacada ou serviço relevante em prol do interesse e do bom nome da instituição. “Daniel Trarbach deu sua vida pelo nosso país e defendeu valores em que acreditamos, como a democracia e a liberdade. Um jovem que cumpriu seu dever. O Brasil e o Exército reconhecem isso hoje e, como forma de externar esse reconhecimento pelo trabalho que fez, eu gostaria de passar à família a medalha Exército Brasileiro”, destacou o comandante.

Emocionada, a mãe do Soldado Trarbach, a senhora Liane Trarbach, agradeceu a todos pelas homenagens do dia: “o que a gente viveu aqui hoje, a gente não tem palavras...sei que é por ele cada passo que demos hoje. É uma honra para nós estarmos aqui. Não imaginamos que seria um dia tão grandioso. É por ele, tudo isso...é por ele. Não tenho palavras para descrever o que estou sentindo, foi tudo muito emocionante”.

10 de maio de 2020 – O ataque durante o patrulhamento

No dia 10 de maio deste ano, militares da 15ª Companhia de Infantaria Motorizada, em Guaíra (PR), participavam da Operação Hórus, com outros órgãos de segurança pública. Três militares do Exército Brasileiro tiveram a embarcação atacada por uma lancha clandestina que, em alta velocidade, promoveu uma colisão. O Terceiro-Sargento Douglas Pascoal Ripp e o Soldado Fernando Borges Zwicker conseguiram sobreviver ao impacto, mas o Soldado Daniel Henrique Trarbach Engelmann não resistiu. O corpo do militar só foi localizado no dia 15 de maio, após o emprego de enorme aparato militar e policial.

 

Fonte: CCOMSEx