EsPCEx comemora Dia da Arma de Cavalaria

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 10 mai 2019
Crédito: 1º Ten Bidinoto, Cap Nascimento

Campinas(SP) – No dia 10 de maio do corrente ano, a Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx) realizou formatura alusiva ao Dia da Arma de Cavalaria. Estiveram em posição de destaque os militares da “Arma Ligeira” que servem na Escola, bem como o busto do seu patrono, Marechal Manoel Luís Osorio, também conhecido como o Marquês do Herval.

O Subtenente Ildo Alba, praça mais antiga da Arma de Cavalaria servindo na Escola, realizou o hasteamento do Pavilhão Nacional. A Aluna Victoria Todero Martinelli Siqueira, da 1ª Companhia de Alunos, vencedora do Concurso Literário promovido pela Cadeira de Português, foi premiada pelo Grêmio Recreativo e Literário da Escola (GRL) e realizou a leitura do texto alusivo à Arma.

Na ocasião, o Comandante da Escola relembrou passagens históricas do Marechal Osorio, “O Legendário”, destacando sua ação na Guerra do Paraguai e o valor moral e simbólico que representa ao Exército.

Após a solenidade, o Corpo de Alunos ministrou uma palestra aos integrantes da Escola abordando a história e as peculiaridades da Arma de Cavalaria no Exército e seu emprego na Força.

 

A arma de Cavalaria

O surgimento da guerra como choque de vontades determinou aos homens incansável busca por lutar com superioridade. Os guerreiros de outrora perceberam, enfim, a importância da situação em que se devia combater: criaram-se plataformas móveis e foram feitas associações aos animais de maior porte, obtendo-se, desse modo, decisiva vantagem em mobilidade e poder de choque. Tal avanço, em sânscrito, foi denominado "AKVA", origem da palavra “Cavalaria”.

A Cavalaria Brasileira – quer Hipomóvel, Mecanizada ou Blindada – inspirada pelo natalício do seu Patrono, o insigne Osorio, renova hoje o compromisso com o passado de glórias e o futuro de desafios, impelida pelo mesmo espírito cavaleiro do “Bravo dos bravos”, com tudo o que ele compreende de decisão, lealdade e nobreza de atitudes.

Fonte: EsPCEx