Instituto Militar de Engenharia recebe nota máxima no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes, o ENADE

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 06 mai 2019
Crédito: Ten Francilene e Cb Barros

Rio de Janeiro (RJ) – O Instituto Militar de Engenharia (IME) recebeu nota máxima na mais recente edição do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE). Esse resultado obtido nos seus dez cursos de Engenharia avaliados (Fortificação e Construção, Elétrica, Eletrônica, Comunicações, Mecânica de Automóveis, Mecânica de Armamento, Química, Cartográfica, Materiais e Computação) comprovaram a excelência do ensino ministrado.

A experiência adquirida nos intercâmbios internacionais, realizados pelos alunos do 4° ano, também contribuiu para essa conquista. Cursando disciplinas em tradicionais instituições americanas e europeias, os futuros Engenheiros Militares aumentam o seu conhecimento profissional e travam contato com o estado da arte da Ciência, da Tecnologia e da Inovação. Dessa forma, é possível confirmar o nível de atualização dos estudantes em relação à realidade brasileira e mundial.

O ENADE é um importante indicador para aferir o nível de qualidade da Educação Superior. Ele é calculado com base no desempenho dos estudantes concluintes dos cursos de graduação, considerando-se os conteúdos ensinados, bem como as habilidades e competências desenvolvidas pelo estudante durante sua formação. A realização desse exame é obrigatória para a colação de grau e deve constar no histórico escolar de cada aluno.

Com o mesmo entusiasmo e determinação dispensados à área acadêmica, o IME promove a formação militar, cumprindo rigorosamente as diretrizes de ensino da Força Terrestre, visando garantir a transmissão dos valores institucionais e forjar os melhores oficiais para integrar o Quadro de Engenheiros Militares (QEM).

O resultado da perfeita combinação entre a formação acadêmica e a militar tem sido notável, na medida em que o IME é considerado umas das melhores escolas de Engenharia do Brasil.

 

Acesse aqui informações sobre as notas do ENADE.

Fonte: IME e CML


Crédito: Ten Francilene e Cb Barros