No Paraná e Santa Catarina, cerca de 1.000 militares da 5ª Divisão de Exército atuam na Operação Ágata

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 29 mar 2019
Atividade das tropas nos postos de bloqueio e controle de estradas
Crédito: Cb Max e Cb Crystian (5ª DE)

Cascavel (PR) – Durante essa semana, a 5ª Divisão de Exército ocupa diversos postos de bloqueios nas principais estradas do Paraná e Santa Catarina em virtude da Operação Ágata. Por intermédio da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15ª Bda Inf Mec), em coordenação com os diversos órgãos de segurança pública e de fiscalização federais e estaduais, ocuparam pontos de passagem nas principais estradas na área de fronteira nos dois estados.

A Operação Ágata opera com aproximadamente 1.000 militares do Exército com os objetivos de fortalecer a presença do Estado na região, combater a prática de ilícitos transfronteiriços e ambientais, ampliando a sensação de segurança da população.

Aproveitando o tema de combate ao crime transfronteiriço, foi lançada a Campanha Fronteira Legal, com objetivo de conscientizar a população infantil, jovem e adulta para os perigos e as consequências do envolvimento em atividades criminosas. Estão previstas atividades em parceria com integrantes da sociedade empresarial, órgãos de mídia, poderes executivos municipais e sociedade acadêmica, incluindo: concurso literário, concurso de pintura e palestras sobre o assunto.

A Operação Ágata faz parte do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras, contando com patrulhamentos terrestres e fluviais; estabelecimento de postos de bloqueio e controle de estradas, vias urbana e fluviais; revista de pessoas, veículos e embarcações; e intensificação da fiscalização de produtos controlados.

Fonte: 5ª DE