Em Curitiba, Semana de Monte Castelo celebra vitória da Força Expedicionária Brasileira em solo italiano

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 18 fev 2019

Curitiba (PR) – “Monte Castelo é nosso!”. A mensagem que ecoou no campo de batalha, ao findar da tarde de 21 de fevereiro de 1945, marcou uma das mais gloriosas realizações da Força Expedicionária Brasileira (FEB) durante a Segunda Grande Guerra. Após 12 horas de um árduo e intenso combate contra um implacável e bem fortificado inimigo, agravado por um terreno íngreme e frio intenso, a 1ª Divisão de Infantaria Expedicionária (DIE) conquistava o seu maior objetivo: Monte Castelo.

Após três infrutíferas tentativas, o Pavilhão Nacional foi finalmente hasteado no ponto mais alto daquela mística elevação, posição defensiva das tropas do Eixo nos Apeninos. Tal feito coroou a dedicação, a coragem, a abnegação e a fé inquebrantável dos pracinhas, consolidando o prestígio da FEB junto aos aliados.


Memória viva do combate

Cerca de 25 mil jovens brasileiros, oriundos das mais diversas regiões do País, vivenciaram no fronte de batalha a Segunda Guerra Mundial. Dentre eles, estava o Cabo de Infantaria Flávio Costa. Aos 98 anos, ainda se lembra dos desafios que enfrentou no mais abrangente e violento conflito da história da humanidade.

Ao todo, foram 239 dias de ação contínua contra as tropas inimigas, com vitórias em oito campos de batalha. Dentre eles, o de Monte Castelo, considerado o mais duradouro e difícil. “As batalhas eram muito duras, o inimigo bem instalado, com muitos soldados. Fomos para o contato direto diversas vezes. Tive sorte de sair sem graves ferimentos, mas perdi muitos companheiros”, conta o Sr Flávio.

Morreram em combate 451 soldados da Força Expedicionária Brasileira, além de 2.722 feridos e acidentados e 58 desaparecidos ou aprisionados. O domínio da FEB consolidou-se na batalha de Montese. Foi o último combate, em que houve a rendição incondicional do exército da Alemanha nazista, com 20.573 prisioneiros de guerra capturados.

 

Semana de Monte Castelo em Curitiba

Para celebrar a maior batalha da Força Expedicionária Brasileira durante a Segunda Guerra Mundial nos campos da Itália, a 5ª Região Militar e a Legião Paranaense do Expedicionário prepararam uma semana de atividades, de 14 a 22 de fevereiro, com exposição de viaturas antigas, exibição de filmes, palestra, visitas guiadas ao Museu do Expedicionário, dentre outras atividades.

No dia 21 de fevereiro, uma formatura alusiva à Tomada de Monte Castelo, na Praça do Expedicionário, em Curitiba, marcará os 74 anos desse importante fato histórico do Exército Brasileiro. Na ocasião, ocorrerá homenagens aos bravos soldados que deixaram sangue, suor e lágrimas em solo italiano.

Fonte: 5ª RM