Grande Unidade Operacional de Selva apresenta relatório de resultados tangíveis do ano de 2018


Porto Velho (RO) – No ano de 2018, a 17ª Brigada de Infantaria de Selva (17ª Bda Inf Sl) concluiu com êxito todas as suas atividades, tendo realizado 153 Operações e 50 Ações Cívico-Sociais (ACISO); dentre elas, destacam-se as Operações Escudo, Curaretinga e Curare, com a finalidade de coibir delitos transfronteiriços como narcotráfico, contrabando e descaminho, tráfico de armas e munições, além de combater crimes ambientais e garimpos ilegais, colaborando com a melhoria da segurança do País.

No contexto dessas operações, foram realizadas patrulhas terrestres, fluviais e aéreas, e inspeções nos principais rios, estradas, aeródromos e áreas ambientais, contando com a participação de diversas Instituições parceiras como Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Fundação Nacional do Índio (FUNAI), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA), Secretarias Estaduais de Saúde de Rondônia e do Acre, Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), e Órgãos de Segurança Pública (OSP) dos estados de Rondônia, do Acre e do Amazonas.

Os seguintes resultados tangíveis foram obtidos por meio das operações realizadas no ano de 2018, cujo valor tangível estimado ultrapassa R$ 40 milhões:

  1. Inspeções: 41.470 veículos leves e motos; 4.390 caminhões, ônibus e vans; 3.810 pedestres; 2.220 embarcações; 32 inspeções em aeródromos; 27 reconhecimentos de locais com pista de pouso clandestina e/ou não regularizada.
  2.  Patrulhas: 1.131 patrulhas terrestres, 274 patrulhas fluviais, e 64 patrulhas de reconhecimento aéreo.
  3. Apreensões mais significativas: 08 embarcações e 05 motores; 19 motores elétricos e prensas; 01 máquina de mineração completa rebocável; 30 motosserras; 11 veículos leves; 46 motos; 18 tratores; 21 caminhões; 697 kg de maconha; 30 Kg de pasta base de cocaína; 2.735 produtos contrabandeados e 1.272 descaminhos; R$ 718.098,00 (dinheiro em espécie); 510 Kg de carne e pescado; 12.502 litros de combustível; 27.426 m³ de madeira irregular; 65.000 Kg de castanha do Pará; 169 celulares; 88 armas; 05 armas brancas; 11.203 munições de diversos calibres; 5.710 espoletas de caça; 12 Kg de pólvora; 235 estojos semi-carregados; e 80.838 chumbinhos.
  4. Prisões: 125 Autos de Prisão em Flagrante Delito (APFD) e foragidos da Justiça.
  5. Fiscalização de Produtos Controlados: 40 fiscalizações em pedreiras; 192 fiscalizações de pessoas jurídicas, com 08 empresas autuadas; 92 fiscalizações de pessoas físicas; e 3.830 armas destruídas.

Além disso, todas as operações tiveram uma vertente social de apoio humanitário que se estendeu pelas comunidades adjacentes aos Pelotões Especiais de Fronteira (PEF) e pelas comunidades onde se desenvolveram as atividades operacionais. Nessas ACISO foram realizados 3.727 atendimentos médicos, 2.101 atendimentos odontológicos, 18 atendimentos psicopedagógicos, 1.022 procedimentos diversos de prevenção de saúde, 452 pequenas cirurgias, 834 exames, 2.391 medicamentos distribuídos e 41 vacinações. Esse apoio representa um valor estimado superior a R$ 1.200.000,00.

Fonte: 17ª Bda Inf Sl