Exército Brasileiro e demais Forças celebram juntos o 465º aniversário da cidade de São Paulo

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 28 jan 2019
Crédito: Sd De Lima

São Paulo (SP) – O Comando Militar do Sudeste (CMSE) participou, na sexta-feira, dia 25 de janeiro de 2019, do ato cívico em comemoração ao aniversário de 465 anos da cidade de São Paulo, ocorrido no Pateo do Collegio, local de nascimento da capital paulista. Ocorreu, ainda, uma missa solene na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Assunção e São Paulo, mais conhecida como Catedral da Sé.

No Pateo do Collegio, a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira depositaram duas coroas de flores no monumento "Glória Imortal aos Fundadores de São Paulo", de autoria do Escultor Amadeu Zani.

Em seguida, os convidados se dirigiram à Catedral da Sé, onde Dom Sérgio de Deus Borges celebrou uma missa com a presença do Prefeito municipal de São Paulo, Bruno Covas; do Brigadeiro do Ar Adriano Beraldo Andrade, Chefe da Subchefia de Administração do Estado-Maior do Comando Geral de Apoio; do Coronel PM Marcelo Vieira Salles, Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo; do Coronel Marcelo Macedo de Oliveira, Chefe da Primeira Seção do CMSE; da Capitão de Corveta Sofia Helena Amarante da Silva Ramos, do Quadro de Apoio à Saúde do 8º Distrito Naval; e do Inspetor Superintendente Carlos Alexandre Braga, Comandante Geral da Guarda Civil Metropolitana.

 

História de São Paulo

Liderados pelo Padre Manuel da Nóbrega, os jesuítas se instalaram, em 1553, no planalto do Inhambussu (que posteriormente passou a ser chamado de Piratininga), uma elevação próxima à dos rios Anhangabaú e Tamanduateí. Nessa colina em formato de triângulo, os jesuítas construíram uma escola de pau a pique com o objetivo de ensinar e catequizar os indígenas e, no dia 25 de janeiro de 1554, celebraram uma missa de fundação do colégio.

Ao redor da escola, iniciou-se a construção de algumas casas, dando origem a um povoado que recebeu o nome de São Paulo de Piratininga, já que 25 de janeiro é a data de conversão do Apóstolo Paulo de Tarso, de acordo com relatos bíblicos.

Posteriormente, em 1556, o Padre Afonso Brás construiu uma igreja e uma escola de taipa de pilão com a ajuda de uma equipe organizada e chefiada pelo líder indígena Tibiriçá.

 

Catedral da Sé

A Catedral da Sé surgiu somente em 1612, após 14 anos de obras. Porém, com a transformação da vila em cidade, em 1740, a igreja foi demolida e, apenas em 1912, começou a tomar as formas de hoje em dia.

Projetada pelo Professor Maximilian Hehl, da Escola Politécnica, a Catedral da Sé, como a conhecemos atualmente, foi inaugurada em 1954, depois de 42 anos em construção. A igreja tem 111 metros de comprimento, 46 metros de largura e 65 metros de altura, com exceção das torres.

 

Você sabia?

  • O rio Anhangabaú cortava o meio do atual Vale do Anhangabaú;
  • O rio Tamanduateí corria por onde hoje está a Rua 25 de Março.

 

Fonte: CMSE


Crédito: Sd De Lima