76º aniversário do Regimento e assunção do Adjunto de Comando

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 14 jan 2019
Crédito: 3º Sgt Joordan

Jaguarão (RS) – A história do “Regimento José Pessoa” iniciou na antiga Escola de Motomecanização do Exército, no Rio de Janeiro. Na época, o mundo acompanhava perplexo o desenrolar da 2ª Guerra Mundial e o Brasil, buscando adequar-se aos desafios daqueles tempos criou, em 6 de janeiro de 1943 o 2º Regimento de Auto-Metralhadoras de Cavalaria, que no mês seguinte, passou a denominar-se 2º Regimento Motomecanizado, ainda no Rio de Janeiro.

O efetivo inicial da Unidade foi de 11 Oficiais e 90 Praças, encarregados de manter e operar 115 viaturas, dentre elas, 13 blindados Scout Car. Ao longo do tempo essa tradicional Unidade da Cavalaria Brasileira recebeu ainda diversas denominações. Em junho de 1946, já ocupando as instalações do Matadouro Modelo, no bairro Serraria, em Porto Alegre, foi o 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado e, em novembro de 1953, o 2º Regimento de Reconhecimento Mecanizado, subordinado ao então “III Exército”, atual Comando Militar do Sul. Em julho de 1972, a Unidade recebeu sua denominação atual, passando à subordinação da hoje desativada, 6ª Divisão de Exército.

Em 7 de junho de 1976 foi conferida ao Regimento a denominação histórica “Regimento Marechal José Pessoa” e em agosto de 1986, definiu-se a transferência do Regimento de Porto Alegre para Jaguarão. A 1º de janeiro de 1989, há 30 anos, o “Doze de Jaguarão” iniciou suas atividades nesta cidade, substituindo o 8º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado. Muitos dos militares que fizeram a mudança adotaram Jaguarão como sua morada definitiva.

Assim, no dia 11 de janeiro do corrente ano foi comemorado, o 76º Aniversário do “Doze de Jaguarão”. O evento foi prestigiado diversas autoridades civis e militares da “Cidade de Heróica” e região. Ocorreu ainda a Assunção do Cargo de Adjunto de Comando da OM pelo Subtrenente Nairton Alves Pereira das Neves. Além disso, foram entregues diplomas de “Amigo do Regimento” a civis e militares que contribuíram durante o ano de 2018 com as atividades da OM. Por fim, foi realizada uma demonstração de pelotão de cavalaria mecanizado e, após, uma confraternização.

Fonte: 12º RC Mec


Crédito: 3º Sgt Joordan