Obras de adequação de redes de drenagem e de saneamento, parte do legado olímpico, seguem a todo vapor

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 27 dez 2018

Rio de Janeiro (RJ) – Obras de adequação das redes de drenagem e de saneamento, que fazem parte do legado olímpico, estão sendo realizadas na Vila Militar do Rio de Janeiro e devem beneficiar a cerca de 30 organizações militares. O plano de trabalho contempla ações também na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO). Nesta Escola elas iniciaram em agosto de 2018. A previsão para o término nesta área é dezembro de 2019.

Atualmente, tanto as água pluviais quanto o esgoto sanitário são conduzidos pelas mesmas tubulações, que deságuam na rede de drenagem municipal. O objetivo é separá-los, tornando-os independentes para reduzir impactos ambientais.

Na EsAO está planejado construir em torno de 3 km de dutos para escoar a água das chuvas e cerca de 2 km de esgoto, além de revitalizar perto de 700 m do canal fluvial, que passa adjacente às instalações. A previsão do custo aproxima-se de R$ 2 milhões. Até 1º de dezembro cerca de 10% dos trabalhos já haviam sido concluídos.

A responsabilidade pela obra é do 2º Batalhão Ferroviário (2º B Fv), sediado em Araguari (MG). O 4º Batalhão de Engenharia de Combate (4º BE Cmb), localizado em Itajubá (MG), apoia com pessoal e material. Além disso, o 5º Grupamento de Engenharia (5º GPt E) também participa com acompanhamento técnico e especializado.

Fonte: EsAO