Por ato de bravura na ativa, Presidente eleito do Brasil é agraciado com a Medalha do Pacificador com Palma


Crédito: S Ten Edmilson e S Ten Ageu Souza

Brasília (DF) – No ano de 1978, a 2ª Bateria de Obuses do 21º Grupo de Artilharia de Campanha estava em exercício de adestramento no Campo de Instrução de Gericinó, no Rio de Janeiro. Durante a realização da "Falsa Baiana", obstáculo da pista de cordas, o Soldado Celso Morais Luiz caiu e afundou em um lago. Sua vida foi salva pelo então Aspirante Bolsonaro, que mergulhou e impediu que seu subordinado se afogasse. Quarenta anos depois, o ato de coragem foi reconhecido pelo Exército Brasileiro. Neste dia 5 de dezembro de 2018, o agora Presidente da República eleito e Capitão Reformado Jair Messias Bolsonaro foi agraciado com a Medalha do Pacificador com Palma, concedida pelo Comandante do Exército, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas.

A distinção é ofertada a militares que se destacaram por atos pessoais de bravura, em tempo de paz, com iminente risco de morte. A cerimônia de imposição foi realizada no Salão de Honra do Gabinete do Comandante do Exército, no Forte Caxias, na Capital Federal. Estiveram presentes oficiais-generais do Alto-Comando do Exército, incluindo o Comandante nomeado, General de Exército Edson Leal Pujol, e autoridades como o General de Exército Augusto Heleno Ribeiro Pereira (futuro Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional), o General de Exército Fernando Azevedo e Silva (futuro Ministro da Defesa), o Almirante de Esquadra Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Junior (futuro Ministro de Minas e Energia) e o General de Divisão Carlos Alberto dos Santos Cruz (futuro Secretário de Governo).

O Presidente eleito emocionou-se ao relembrar o episódio de quatro décadas atrás e demonstrou gratidão pela concessão da Medalha do Pacificador. "Agradeço ao Exército Brasileiro não só pela distinção, mas pela formação que moldou meu caráter e me fez arriscar a vida em defesa de outro companheiro, independente de posto e graduação. Estou muito feliz e orgulhoso deste momento e, particularmente, em ser um Capitão do nosso Exército", comentou.

Quem também esteve presente à cerimônia foi o Soldado Celso, que falou sobre a amizade nascida com o futuro Presidente da República a partir do seu salvamento em Gericinó. "Como militar, ele sempre se mostrou uma pessoa justa com todos no quartel e, naquele episódio relatado, realmente salvou a minha vida. Ficou a minha gratidão e um sentimento de amizade que dura desde 1978", ressaltou.

Fonte: Agência Verde-Oliva


Crédito: S Ten Edmilson e S Ten Ageu Souza