Combinação Logística e Operações na Faixa de Fronteira

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 23 nov 2018
Crédito: 1º Sgt Loivo

Tefé (AM) – No dia 10 de novembro, partiu de Tefé o Ferry Boat Ten Cohen conduzindo 3 voadeiras, 1 lancha Guardian, 1 módulo logístico da 16ª Brigada de Infantaria de Selva (16ª Bda Inf Sl), 3 Destacamentos Operacionais de Selva (DOS) do 17º Batalhão de Infantaria de Selva (17º BIS), além da tripulação da 16ª Base Logística (16ª Ba Log).

O módulo logístico foi destinado para o ressuprimento logístico do 2º Pelotão Especial de Fronteira (2º PEF) Ipiranga, na calha do Rio Içá, na fronteira do Brasil com a Colômbia.

Após realizar o reabastecimento do 2º PEF, o Ferry Boat Ten Cohen retornou à foz do Rio Içá, no encontro com o Rio Solimões e participou da Operação Barro Branco, no período de 19 a 23 de novembro, operação conjunta interagências com o objetivo de combater crimes transfronteiriços.

Ao término da Operação Barro Branco, desencadeou-se a Operação Poraquê em sua 7ª fase que não possui data de término definida e cujo objetivo é combater o tráfico de drogas na fronteira do Brasil, Colômbia e Peru.

No final da Operação Poraquê VII, o Ferry Boat Ten Cohen já terá navegado 2550 quilômetros com 213 horas de navegação nas calhas dos principais rios da Amazônia Ocidental, e finalmente sua tripulação e os 3 DOS poderão regressar para Tefé.

No entanto, cumprirão outra missão logística: rebocar por 950 quilômetros, no Rio Solimões, o Ferry Boat Watapoo, pertencente ao Comando de Fronteira Solimões/8º Batalhão de Infantaria de Selva (CFSol/8º BIS), para que sejam realizados serviços de manutenção de 3º escalão na 16ª Base Logística (16ª Ba Log).

Fonte: 16ª Ba Log


Fonte:16ª Ba Log

Crédito: 1º Sgt Loivo