Compensação Ambiental do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 12 nov 2018

Campo Grande (MS) – A alegria e satisfação em contribuir com a preservação do meio ambiente estavam estampadas no rosto de cada estudante do Colégio Militar de Campo Grande (CMCG), na tarde de quarta-feira, 7 de novembro. Isso porque, junto com os professores da instituição, eles realizaram o plantio de 30 mudas de aroeira no Parque Estadual Matas do Segredo, localizado do Jardim Presidente, na Capital de Mato Grosso do Sul.

A atividade faz parte do Programa de Compensação Ambiental do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON), elaborado em parceria com a Savis Tecnologia e Sistemas, Casa da Floresta e Exército Brasileiro. 

De acordo com o engenheiro florestal e diretor da Casa da Floresta, Klaus Duarte Barretto, ao todo, serão plantadas no local cerca de 12.600 mudas de espécies legalmente protegidas no Estado. “Hoje as crianças deram o pontapé inicial no plantio, mas ainda temos muito trabalho pela frente. Essa integração com os alunos e professores é muito importante para que possamos mostrar a eles os benefícios do SISFRON, que além de proteger nossas fronteiras, auxilia os órgãos do Governo na preservação e proteção da biodiversidade, reduzindo os crimes ambientais e preservando nossa fauna e flora”, explicou.

No Parque Estadual Matas do Segredo, será realizada a restauração ambiental de 16,7 hectares. “Nós ficamos imensamente gratos com essa parceria, que por meio do plantio de árvores, nos auxiliam na recuperação de áreas específicas aqui no Parque, contribuindo para o bem-estar de futuras gerações”, disse a gestora do Parque, Ana Bergler, que acompanhou o plantio das mudas.

Para aluna do 6º ano do CMCG, Laís Alves, participar da atividade foi um complemento do que aprendem em sala de aula. “A professora sempre fala sobre as plantas do cerrado em sala de aula e hoje tivemos a oportunidade de plantar uma dessas espécies, nossa contribuição, mesmo que pequena, ficará eternizada no Parque por intermédio desse plantio”, concluiu.

Vale a pena ressaltar que o SISFRON ajudará na conservação de nossa fauna e flora, auxiliando outros órgãos do Governo, como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e a Polícia Ambiental, na preservação e proteção da biodiversidade, reduzindo os crimes ambientais, como tráfico de animais silvestres e desmatamentos ilegais.



Fonte:CMO