Sob perigo iminente de fogos inimigos, Engenharia garante mobilidade das tropas em terreno durante Manobra

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 14 nov 2018
Crédito: Sd Wesley Nascimento

Resende (RJ) – No contexto da Manobra Escolar 2018, a Força-Tarefa, composta pelo 213º Regimento de Cavalaria Blindado e pela 1ª Companhia de Infantaria Blindada, durante a transposição do Morro do Macuco, encontrou um campo minado à sua frente, o que impedia a passagem dos blindados. Assim, o 1º Pelotão, da 1º Companhia, do 142º Batalhão de Engenharia de Combate, garantindo a mobilidade do comboio, realizou a abertura de brecha para a passagem da tropa.

Sob o perigo iminente de fogos inimigos, com o uso calculado de explosivos, o campo minado foi destruído, o que possibilitou o avanço da Força-Tarefa. Para dissuadir a ação oponente, a Artilharia lançou uma cortina de fumaça, durante o avanço dos blindados. A tropa de Infantaria Blindada avançou e conquistou a posição e a missão foi cumprida.

Tais atividades demonstram a importância da atividade de combate simulado, pois a semelhança com a realidade permite uma aproximação fidedigna com as situações que serão encontradas pelos militares após a conclusão dos seus cursos. A simulação demonstra, igualmente, a importância da integração entre as Armas, Quadro e Serviço.

A Manobra Escolar prossegue até o dia 16 de novembro, com atividades em diversas áreas, contribuindo para a boa formação e aperfeiçoamento dos oficiais e praças do Exército Brasileiro.

Fonte: AMAN