Exército e Força Aérea discutem o desenvolvimento de um Sistema de Gestão Arquivística e Documental

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 05 nov 2018

Brasília (DF) – Militares do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira (FAB) reuniram-se no Centro de Computação da Aeronáutica de São José dos Campos (CCA-SJ), de 29 de outubro a 1º de novembro, para um workshop de gestão documental. O objetivo do evento foi alinhar entendimentos técnicos a respeito do desenvolvimento de um novo Sistema Informatizado de Gestão Arquivística e Documental (SIGAD) que sirva às duas Forças Singulares.

O novo sistema será uma evolução do SIGADEx, no caso do Exército, que inclui o SPED, e do SIGADAER, no caso da FAB. A modernização trazida pelo novo sistema permitirá a automatização de funcionalidades ligadas à preservação digital dos documentos e dos processos administrativos de ambas as Forças, facilitando os trabalhos das Subcomissões Permanentes de Avaliação de Documentos (SCPAD) das organizações militares, permitindo a guarda e o descarte de documentos de maneira mais ágil e mais efetiva, e adequando, de maneira eficiente, os trabalhos à legislação que regula o assunto. A solução estudada pretende, ainda, garantir a interoperabilidade de documentos entre as Forças, gerar economia de recursos, diminuir a massa documental atualmente existente e fomentar a cultura arquivística.

O Exército fez-se representar por técnicos de Tecnologia da Informação (TI) do Centro de Desenvolvimento de Sistemas (CDS) e arquivistas do Estado-Maior do Exército (EME) e do Arquivo Histórico do Exército (AHEx). Por parte da FAB, compareceram arquivistas do Centro de Documentação da Aeronáutica, bem como militares da Diretoria de TI e técnicos de TI do próprio CCA-SJ. Participaram do encerramento da reunião o Brigadeiro do Ar Paulo Eduardo Vasconcelos, Diretor de TI da FAB, e o General de Brigada Eduardo Wolski, Chefe do CDS.

O Gen Wolski destacou que a iniciativa, que será apreciada pelo EME e pelo Estado-Maior da Aeronáutica, está em conformidade com as ações de racionalização do Exército. O Brig Vasconcelos ressaltou que este é o momento ideal para o início de um trabalho conjunto e colaborativo em busca da excelência no que diz respeito à evolução tecnológica da governança documental e da gestão arquivística. Ambos assinaram a ata e o documento de visão, que foram elaborados durante a reunião.

 

 



Fonte:CDS