Encontro de gerações marca a competição do Pentatlo Militar

${the_title} - ${company_name}

Brasília (DF) – Capitão Ribamar Juvino Bandeira, ex-atleta, campeão 95 vezes entre Mundiais, Sul-americanos e Brasileiros e Capitão Douglas Castro, que faz parte da nova geração de atletas, participou de sete campeonatos mundiais, tendo sido campeão duas vezes. Apesar da mesma patente esses dois atletas fazem parte de momentos distintos do pentatlo. Atualmente como assessor da equipe do Comando Militar do Nordeste (CMNE), o Capitão Bandeira está no Exército há mais de 35 anos, mas deixou de competir em 2004, ainda como Subtenente. Enquanto o Capitão Douglas Castro, do Comando Militar do Sul (CMS), começou suas competições em 2012. Oito anos separam a carreira de atleta desses dois militares com tamanho brilhantismo.

 

Juntos nos Jogos Desportivos do Exército 2018 (JDE), o Capitão Bandeira lembra que o Capitão Douglas Castro já bateu seu recorde no campeonato brasileiro e deseja que seu sucessor consiga muito mais recordes. Esporte inerente a profissão militar, o pentatlo possui provas que mais se assemelham ao combate. “Se um atleta atira bem, corre bem, passa bem por obstáculos, nada bem e arremessa granada bem, ele é um excelente combatente militar”, ressalta o Capitão Bandeira.

 

Pai e Filho

 

Além de cumprir sua missão, que é a de chefiar as áreas de provas dos JDE, o 2º Sgt Edilson de Jesus Souza, 45 anos, tem um motivo a mais para ficar concentrado nas competições. Isso porque seu filho, o soldado Matheus Oliveira de Jesus Souza, 23 anos, do Comando Militar do Leste (CML), é um dos pentatletas dos jogos. Ano passado pai e filho subiram ao pódio lado a lado no primeiro e segundo lugar na competição de Pentatlo Militar da Brigada de Infantaria Pára-quedista.

Matheus começou no esporte em 2014 quando ainda era recruta influenciado pela carreira do pai e hoje sente muito prazer em poder competir ao lado daquele que é seu maior exemplo. Para o pai, ver o filho se destacando no esporte é motivo de muito orgulho. “Fico muito feliz em ver meu filho nas competições e poder competir com ele também”, ressalta o Sargento Edilson com brilho nos olhos.



Fonte:CMP