II Ciclo de Estudos de História Militar na Amazônia

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 20 set 2018
Crédito: CMN

Belém (PA) – No dia 19 de setembro, o Comando Militar do Norte (CMN) e a Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército (DPHCEx) promoveram, em Belém, o II Ciclo de Estudos de História Militar na Amazônia – “A História da Amazônia Oriental: Conquista e Desafios”. O evento teve, como objetivo, impulsionar novas investigações sobre o tema, despertando o conhecimento dos participantes na área.

O evento, que foi acompanhado por professores, estudantes e demais interessados nesse campo do conhecimento, além de militares das Forças Armadas e Auxiliares, contribuiu para incentivar ações que potencializam o estudo e a difusão da História Militar no país.

O estudante de História da Universidade do Estado do Pará Lucas Carnevale Machado, de 20 anos, planeja colher frutos da participação do evento. “Destaco a proximidade do Exército com a população para falar sobre a história militar e levarei o assunto para meu Trabalho de Conclusão de Curso. Já acompanho a vida militar, pois realizo alguns trabalhos com a Associação de Ex-combatentes e estou com projeto de estudar a história de militares que trabalharam na Missão de Paz no Haiti”, projeta o aluno.

Os presentes acompanharam discussões como a participação das Forças Armadas na História Militar da Amazônia Oriental; guerras envolvendo estrangeiros em torno do domínio da vasta fronteira equinocial brasileira; a conquista de Caiena e a mobilização de homens e recursos no Grão-Pará; e os conflitos políticos e sociais da chamada Cabanagem e outros do período republicano.

O evento foi aberto pelo Comandante Militar do Norte, General de Exército Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira. Participaram, também, o Diretor da DPHCEx, General de Divisão Riyuzo Ikeda, o Comandante do 4º Distrito Naval, Vice-Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, o Comandante da 23ª Brigada de Infantaria de Selva, General de Brigada Eugênio Pacelli Vieira Mota, o Chefe do Estado-Maior do CMN, General de Brigada Claudio Senko Penkal, e o Chefe do Centro de Estudos e Pesquisas de História Militar do Exército, General de Brigada Marcio Tadeu Bettega Bergo.



Fonte:CMN

Crédito: CMN