Imigrantes venezuelanos recebem apoio logístico e humanitário para interiorização no Estado do Paraná

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 04 set 2018
Crédito: Sgt Gustavo

 

Curitiba (PR) – No dia 30 de agosto, um grupo de imigrantes, incluindo 23 crianças, oriundos da Venezuela desembarcou do Boeing 767 da Força Aérea Brasileira no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais (PR), região metropolitana da capital paranaense.

Trata-se de pessoas que solicitaram refúgio ou residência no Brasil e aceitaram participar da interiorização, criada para ajudar famílias em situação de extrema vulnerabilidade a encontrar melhores condições de vida em outros estados do país.

Michele VargasJoel Alonzo e os quatro filhos pequenos estão entre os 60 recebidos no Paraná. Na bagagem, além dos pertences pessoais, trouxeram esperança por dias melhores. “A primeira coisa que nós queremos é oferecer um futuro melhor para nossos filhos. Estamos muito agradecidos ao povo brasileiro e a vocês, por tudo quem têm feito por nós”, conta emocionada Michele.

O grupo ficou em uma sala de desembarque reservada, onde receberam assistência médica, alimentação, cobertores e roupas de frio. Em seguida, seguiram, de ônibus, para o noroeste do estado.

 

Interiorização

As famílias foram conduzidas para a cidade de Goioerê (PR), e permanecerão no Sítio Sementes do Amanhã.

A iniciativa de interiorização prevê acordos onde haja o interesse das cidades de destino e a existência de vagas em abrigos. Segundo a Casa Civil, reuniões prévias com autoridades locais e coordenação dos abrigos definem detalhes sobre atendimento de saúde, matrícula de crianças em escolas, ensino da Língua Portuguesa e cursos profissionalizantes.

A interiorização de imigrantes tem o apoio da Agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para Refugiados (ACNUR), da Agência da ONU para as Migrações (OIM), do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Fonte: 5ª RM


Fonte:5ª RM

Crédito: Sgt Gustavo