Em apoio à campanha "Junho Vermelho", militares do CMSE participam de campanha de doação de sangue

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 03 jul 2018
Uma bolsa de sangue pode salvar de três a quatro vidas
Crédito: Sd Leme

São Saulo (SP) – Em apoio à campanha "Junho Vermelho", do Movimento Eu Dou Sangue, o Comando Militar do Sudeste (CMSE) enviou militares, todos voluntários, para doarem sangue no posto de coleta do Hospital das Clínicas de São Paulo, no dia 29 de junho.

O Soldado Allyson, do 8º Batalhão de Polícia do Exército, doou pela primeira vez e, ao descobrir que uma bolsa de sangue pode salvar de três a quatro vidas, disse que pretende repetir a boa ação: "Nós estamos aqui para servir, proteger e ajudar as pessoas e essa é uma forma de ajudar", afirmou.

A 2ª Tenente Silveira, da 2ª Região Militar, também aprovou a iniciativa: "Foi uma boa experiência e é uma contribuição nossa para com a sociedade", comentou.

Segundo a hemoterapeuta Sandra Esposti, da Fundação Pró-Sangue, apenas 1,9% da população brasileira doa sangue. "Acho que isso se deve ao medo e à desinformação", comenta a médica. "Existem pessoas que dependem dessas doações para os seus tratamentos e cirurgias. precisamos ser altruístas, temos que pensar no próximo", completa.

Sandra Esposti explica que pacientes que sofrem de leucemia, linfomas, anemia falciforme, entre outras doenças hematológicas, são submetidas a transfusões de sangue com frequência e, por isso, dependem de doações. "Temos que pensar que tem alguém ali precisando da doação e nós podemos ser o veículo para ajudar", destaca.

De acordo com a médica, nos meses de junho e julho, os estoques de sangue costumam cair nos hemocentros por conta do período de férias e do inverno. "E a necessidade é constante. Muitas vezes, as solicitações são maiores do que a gente consegue atender. Temos que criar uma cultura de doação para que as doações sejam regulares", ressalta.

Para doar sangue, a pessoa precisa estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar no mínimo 50 kg, estar descansada e alimentada. É necessário levar um documento de identidade original com foto recente.

Os homens podem doar até quatro vezes por ano e as mulheres, três. Mais informações podem ser consultadas no site da Fundação Pró-Sangue.



Fonte:CMSE

Uma bolsa de sangue pode salvar de três a quatro vidas

Crédito: Sd Leme