Fiscalização do comércio de armas de fogo e munições na Amazônia Ocidental fecha com resultados positivos.

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 27 jun 2018

Manaus (AM) – O Exército Brasileiro encerrou, no dia 21 de junho, a Operação Alta Pressão VI, que teve como objetivo intensificar a fiscalização do comércio de armas de fogo e munições, reduzindo, assim, seu desvio, visto que poderiam parar no comércio ilegal. A ação foi promovida pela Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC) e ocorreu, de maneira simultânea, em todo País.

Na área da Amazônia Ocidental, a operação foi conduzida pelo Serviço de Produtos Controlados da 12ª Região Militar, que foi responsável por fiscalizar 52 empresas durante a Operação. Para tanto, foram empregados quase 50 militares do Exército Brasileiro, além da importante participação da Polícia Federal, da Polícia Militar do Amazonas e da Secretaria de Estado da Fazenda.

O balanço final, considerando a atuação na Amazônia Ocidental, foi de 11 estabelecimentos autuados; 10 armas apreendidas, sendo cinco pistolas, quatro revólveres e uma espingarda; 3.500 espoletas; além de munições de diversos calibres e estojos.

Dessa forma, a Operação Alta Pressão VI alcançou resultados positivos ao que foi planejado, pois as operações visam incrementar a sensação de segurança, a dissuasão ao crime e fortalecer a confiança da sociedade para com as Instituições envolvidas.



Fonte:12ª RM