O Exército Brasileiro e o apoio ao desporto nacional

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 25 jun 2018

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 23 de junho, celebra-se datas importantes para o esporte: o Dia do Desporto, o Dia do Atleta Olímpico e o Dia Mundial do Desporto Olímpico. No Brasil, comemora-se, ainda, o Dia Nacional do Esporte, que foi instituído a partir da "Lei Pelé" (Lei n. 9.615), em 1998. Para não deixar a data passar despercebida, destaca-se, aqui, a relação que o Exército Brasileiro mantém com o desporto.

 

Histórico

A contribuição do Exército Brasileiro ao desenvolvimento do desporto nacional tem sua essência na importância do esporte na formação militar. Esta tem, em todos os níveis, a Educação Física como um dos pilares mais importantes. Para exemplificar, o Marechal José Pessoa Cavalcanti de Albuquerque, idealizador da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), fez questão de destacar em seu discurso ao assumir a Escola Militar do Realengo, em 1931: “A formação do oficial brasileiro, em seu primeiro lance na Escola Militar, terá como base a Educação Física, como meio a cultura geral científica e como fim a mais rigorosa preparação profissional. Desse tríplice aspecto resultarão, seguramente, as qualidades morais indispensáveis ao oficialato e que deveis cultivar desde já.”

Alinhado com esse pensamento, e antes mesmo dessa data, a Força Terrestre passou a contribuir com o desenvolvimento da Educação Física e dos Desportos no seio da sociedade brasileira. A criação da Liga Militar de Football (Organização Militar considerada a formadora da atual Comissão de Desportos do Exército), em 1915, e a fundação da União Atlética da Escola Militar (Embrião da atual Escola de Educação Física do Exército), em 1919, pelo Marechal Newton de Andrade Cavalcanti, são dois grandes exemplos de que o trabalho do Exército em prol do esporte nacional se confunde com sua origem.

Dentro ainda do escopo de contribuição para o desenvolvimento do Desporto Nacional, a Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), instituição de ensino superior, é reconhecida como “Berço do ensino racional e metódico da Educação Física em solo nacional”. Nos bancos escolares da nossa gloriosa EsEFEx foram formadas algumas referências do esporte nacional, como o Capitão Cláudio Coutinho e até a campeã de natação Maria Lenk, que compôs a primeira turma de professores da Escola Nacional de Educação Física e Desportos, da Universidade do Brasil, entre outros.

 

Panorama atual da gestão esportiva dentro do Exército Brasileiro

Nos dias atuais, a gestão da Educação Física e do Desporto dentro do Exército Brasileiro é coordenada pelo Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), sendo o Centro de Capacitação Física do Exército (CCFEx) a organização militar responsável pelo planejamento, capacitação de pessoal, pesquisa e gerenciamento das equipes esportivas.

 

Programas de desenvolvimento do desporto

Com o objetivo precípuo de apoiar o desenvolvimento do desporto nacional, o Exército Brasileiro toma parte de importantes projetos. Seja como coordenador, ou como colaborador, apoiar projetos sólidos no campo do esporte e da educação física geral é uma das atribuições da Força Terrestre. Nesse sentido, é importante lembrar que o Programa de Atletas de Alto Rendimento (PAAR) foi criado após as quatro primeiras edições dos Jogos Mundiais Militares (JMM).

Os principais objetivos do PAAR do Exército Brasileiro são:

– representar o Exército Brasileiro em competições nacionais e internacionais;

– motivar a prática esportiva e transferir conhecimento ao público interno;

– reforçar a imagem da Força no País e no exterior; e

– contribuir para o desenvolvimento do desporto nacional.

 

Estrutura física de apoio ao desporto

Em termos de estrutura física, o Exército Brasileiro disponibiliza o parque esportivo de suas organizações militares para o desenvolvimento do desporto nacional por meio de parcerias institucionais e/ou através de suporte ao treinamento de atletas por todo o Brasil.

Como exemplo dessa realidade, podemos destacar o Centro de Capacitação Física do Exército que foi utilizado pelo Comitê Olímpico Brasileiro como Centro de Treinamento de Alta Performance do Time Brasil e o Destacamento Desportivo da Vila Militar (DDVM) que, atualmente, apoia o desenvolvimento do desporto nacional com suas instalações esportivas oriundas do legado deixado pelos Jogos Olímpicos Rio 2016.



Fonte:CCFEx