Comando Militar do Norte realiza Operação Alta Pressão VI

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 25 jun 2018

Belém (PA) – Entre os dias 19 e 21 de junho, o Exército Brasileiro realizou a Operação Alta Pressão VI, com o objetivo de intensificar a fiscalização do comércio de armas de fogo e munições em todo o País. As ações ocorreram de forma simultânea nas 12 Regiões Militares, que são coordenadas pela Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados, em integração com os órgãos de segurança e ordem pública (OSOP), tais como, a Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), as polícias e os bombeiros militares estaduais, polícia civil, além das agências de fiscalização fazendária, do nível federal e estadual.

A Operação Alta Pressão VI, bem como as demais voltadas para a fiscalização de produtos controlados pelo Exército (PCE), visa, entre outros objetivos, reduzir desvios de armas e munições que poderiam parar no comércio ilegal. Tais ações impactam diretamente na segurança pública nacional, uma vez que contribuem, significativamente, para a redução da violência com armas de fogo e, consequentemente, para o incremento da sensação de segurança e bem-estar da sociedade brasileira.

 

 

Dados da Operação Alta Pressão VI

O Comando Militar do Norte (CMN) e a 8ª Região Militar (8ª RM), em integração com os OSOP, alcançaram resultado expressivo, totalizando 12 autuações, sendo apreendidas 36 armas de fogo, 6.850 munições, 3 quilos de pólvora, 835 estojos, 1.500 espoletas, cinco armas de pressão, uma luneta e uma mira laser, ocorridas nos municípios de Tailândia e Marabá, no Pará, e em Imperatriz, no Maranhão. Para isso, foram empregados 142 militares do Exército e 35 integrantes dos OSOP que, no total, percorreram, na área de responsabilidade do CMN e 8ª RM (Pará, Amapá, Maranhão e Norte do Tocantins), uma distância de 3.978 quilômetros, fiscalizando 27 estabelecimentos comerciais.

 

 

Operação Alta Pressão V

Em 2017, no âmbito do CMN e 8ª RM, os dados disponibilizados pelo Centro de Operações de Produtos Controlados da 8ª RM (COPCON/SFPC/8ª RM), responsável pela coordenação das operações, confirmam que, na última operação Alta Pressão, realizada em novembro do ano passado, foram executadas 13 autuações e uma prisão, sendo apreendidas 34 armas de fogo, 83.708 munições, 51,3 kg de pólvora. Naquela ocasião, foram empregados 107 militares do Exército e 12 integrantes dos OSOP e agências governamentais. No total foram percorridos, 11.292 quilômetros e fiscalizados 40 estabelecimentos comerciais.



Fonte:CMN