Diretoria de Educação Superior Militar apoia Universidade Estadual de Goiás

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 27 jun 2018
Alunos da Universidade Estadual de Goiás durante palestra proferida pelo Comandante da AMAN, Gen Bda Costa Neves

Rio de Janeiro (RJ) – Atendendo à solicitação da Universidade Estadual de Goiás (UEG), no período compreendido entre os dias 14 e 17 de junho, uma comitiva composta por 27 discentes e 4 docentes dos cursos de Geografia, Pedagogia e História do Campus Pires do Rio daquela instituição esteve em visita a diversas organizações militares.

Com o apoio e coordenação da Diretoria de Educação Superior Militar (DESMil), foi proporcionada a gratuidade na visitação de museus, instituições culturais e, principalmente, acesso às mais importantes instituições de Educação Superior Militar do Brasil, contribuindo especialmente para que alunos de baixa renda pudessem participar e ter um considerável incremento na formação pedagógica, educacional e cultural, com viés inclusivo.

Na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), que neste ano recebeu a primeira turma de Cadetes femininas, a comitiva fez sua primeira parada e teve acesso à estrutura do sistema de ensino que é referência de excelência no mundo. Recepcionados pelo Comandante da AMAN, General de Brigada Costa Neves, assistiram à palestra sobre o Sistema de Educação Militar da AMAN e, em seguida, conheceram as instalações. Os participantes ficaram impressionados com o alto padrão de qualidade das instalações militares, com a excelência do Sistema de Educação Militar, com o padrão de educação, cordialidade e conhecimentos dos alunos, instrutores e professores da Academia. Ao final da visita, a comitiva deslocou-se para o Centro de Preparação de Oficiais da Reserva do Rio de Janeiro (CPOR/RJ).

No CPOR/RJ, foram acolhidos, alojados e receberam todo o apoio logístico na cidade do Rio de Janeiro durante o restante da visitação. Recepcionados pelo Comandante, Tenente-Coronel Sandro Gomes, os visitantes participaram de uma palestra abordando a história do Centro, a mais antiga escola de formação do gênero no Brasil, com 91 anos. Conheceram a formação dos Oficiais da Reserva do Exército Brasileiro, a distribuição dos CPOR e NPOR no país e assistiram a formatura da tropa. Durante a estada no CPOR/RJ, os alunos puderam presenciar o trabalho de inclusão social “Força no Esporte”, acolhendo crianças da Comunidade da Maré, vizinha ao CPOR, que três vezes por semana participam de atividades de reforço escolar e iniciação esportiva, em parceria com acadêmicos de diversas universidades. O Tenente R/2 Sérgio Pinto Monteiro, professor e pesquisador de História Militar, proferiu uma palestra sobre o herói da Força Expedicionária Brasileira, Major Apolo, seguida de visita ao Museu Major Apollo Miguel Resk, onde estão preservados e abertos à visitação vários objetos pessoais deste herói militar brasileiro.

Na Escola Naval, a comitiva da UEG conheceu as instalações, o Sistema de Educação Superior Militar na Marinha e o Planetário da instituição.

Seguindo a programação, a comitiva participou da Visita ao Museu Aeroespacial Brasileiro, que conta com o acervo de mais de 140 aeronaves.

A comitiva visitou também o Museu Histórico do Exército e Forte Copacabana, local de impressionante história e imponência, e o Museu Conde de Linhares, onde conheceram o acervo de armamento, equipamentos e fatos históricos da Segunda Guerra Mundial.

Seguindo com a programação cultural, os alunos visitaram o Cristo Redentor, o Corcovado, a Praia Vermelha e a Praia de Copacabana, coroando a atividade.

 

Relatos sobre o evento recebidos da UEG:

Aluna Simone Estela – 7º Período de Pedagogia:

“Gostaria de agradecer a todos, porque através dessa parceria pude conhecer lugares que nem imaginava conhecer um dia. Tudo foi de primeira classe, comida farta, maravilhosa, uma recepção que nunca vi igual. Parabéns por terem me proporcionado tudo isso, muito agradecida. Que Deus abençoe cada um de vocês!”

 

Aluna Rafaela Mesquita – 7º Período de Pedagogia:

“O trabalho realizado no Rio de Janeiro foi extraordinário, em todos os lugares visitados a recepção foi acolhedora, com refeições saborosas e conversas amigáveis. Nesses últimos dias nos tornamos uma grande família, daquelas que discutem a toda hora, mas acima de tudo que compartilha objetos, comidas, dificuldades, alegria e muita emoção. Para descrever o que vimos e vivemos nesses dias só seria possível se pudessem ver através de nossos olhos, infelizmente é impossível, mas deixo nessas singelas palavras a certeza de que fomos os alunos mais afortunados, por adquirimos tal aprendizagem. Só tenho a agradecer por esta oportunidade, que foi única.“

 

Aluno Paulo Garcia Lopes Neto Ferreira – 3º Período de Pedagogia:

“Em visita técnica às instituições militares primeiramente em Resende-RJ e também no Rio de Janeiro, tivemos oportunos momentos de congraçamento e conhecimento. Quebra de estigmas e maior compreensão da formação acadêmica e paralelos pedagógicos do método educacional militar no Brasil. Quatro dias de intensa atividade de campo, palestras, atos cívicos, visitas e explanações em museus. Acadêmico de Licenciatura em Pedagogia, saliento com friso a atuação dinâmica e precisa do Dr. Marajá, docente de Geografia que nos conduziu nesta proposta, viabilizando com maestria nossa estadia e todo alcance em inacessível contato à sociedade civil, o que caracteriza como singular a visita dos acadêmicos do Campus Pires do Rio, da Universidade Estadual de Goiás. Na certeza da grandeza desses dias e vivências, agradecido quero crer no respaldo da delegação de estudantes e docentes que estiveram no Rio de Janeiro.“

 

Professora Sebastiana – Docente do Curso de Pedagogia

“Foi uma riquíssima experiência para docentes e discentes. Os alunos cresceram muito. Muitos nunca tinham ido à praia e vimos a realização de um sonho.  Pudemos também visualizar e compreender melhor o sistema de ensino militar, que dificilmente nos seria apresentado da forma que foi. Tivemos hospedagem e alimentação com excelência oferecidos pelo CPOR que fez questão de estreitar laços com a UEG, nossa instituição de ensino, deixando portas abertas para futuras visitas. O saber acadêmico também ocorre fora da sala de aula, e esta viagem não poderia faltar para esses alunos uma vez que nela estão vários currículos ocultos que não estão presentes em textos ou livros que trabalhamos em sala de aula.”

 

Professora Ângela – Docente do Curso de Pedagogia

“A viagem técnica Acadêmica ao Rio de Janeiro foi uma experiência singular vivida por professores e alunos do Campus da UEG Pires do Rio. Os momentos vividos através de cada visita técnica produziram em nós conhecimentos significativos. A organização, recepção e a acolhida do CPOR foi realizada de forma impecável. Os momentos destinados ao turismo permitiram aos que até então não conheciam, descobrirem as belezas da cidade maravilhosa.”

 

Quênia Alves – Docente do 7º Período do Curso de Geografia:

“Foi uma experiência maravilhosa, obter o conhecimento real de pessoas que vem contribuindo, para que valores, ética, cidadania e civismo para que essa história do Brasil de grandes homens e mulheres não fiquem somente em documentos amarelados e esquecidos no fundo de gavetas. Muito bom conhecer tenentes, Brigadeiro, Coronel, cadetes, soldados que além de proporcionar a segurança e bem-estar social do dia a dia, ainda são seres humanos amáveis com o próximo, e de grande conhecimento científico. Hoje, tenho outra visão da carreira militar, terei outra forma de aplicar o restante do estágio supervisionado obrigatório, com um projeto de intervenção no Colégio Militar de Pires do Rio, abordando interligando a disciplina de Geografia e História sobre grande feitos pelos brasileiros em nosso país e em países estrangeiros.”



Fonte:DESMil

Alunos da Universidade Estadual de Goiás durante palestra proferida pelo Comandante da AMAN, Gen Bda Costa Neves