Monumento da Força Expedicionária Brasileira recebe poema de escritora do interior de São Paulo.

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 12 jun 2018

Pindamonhangaba (SP) – “Ao Meio” é o nome do poema elaborado pela escritora Rhosana Dalle, que homenageia os soldados da Força Expedicionária Brasileira (FEB), especialmente aos que perderam suas vidas nos campos da Itália, durante a Segunda Guerra Mundial. A escritora buscou inspiração no monumento localizado em frente ao 2º Batalhão de Engenharia de Combate, em Pindamonhangaba, cidade do estado de São Paulo. No último mês, durante as comemorações alusivas ao Dia da Vitória, a escultura ganhou uma placa com o poema.

“Eu acho que reconhecer quem tem mérito é de extrema importância para perpetuar a história do lugar onde vivemos e valorizar o que de fato tem valor. Honra e Dignidade são valores essenciais que não podem ser perdidos em qualquer sociedade que pretende evoluir”, afirma Rhosana.

O monumento aos heróis da FEB consiste em uma escultura com botas, fuzil, capacete e o mapa da Itália. Idealizado por Maidel Maurício Branco, o projeto de construção foi elaborado pelo arquiteto e urbanista Manoel Marcel Vieira. A escultura e a modelagem são de Irineu Migliorinni. Uma lista, na frente do monumento, carrega os nomes dos pindamonhangabenses que fizeram parte da tropa brasileira na Segunda Guerra Mundial.

 

 

 

 

AO MEIO

Um par de botas,

Um fuzil,

Um capacete...

 

Quase em formato de gente

 

Meio corpo,

Meio vivo

Meio morto

 

Meio um pedaço da gente

Meio corpo/presente

 

Meio torto

Meio cambaleante

 

Mas inteiramente honrado

Literalmente decente!

Rhosana Dalle

 

 

 



Fonte:Agência Verde-Oliva