Visita do Chefe do Preparo da Força Terrestre aos Centros de Adestramento e Instrução nas cidades de Santa Maria e Rosário do Sul

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 05 jun 2018
Crédito: Sd Henckes

Santa Maria (RS) – Com o objetivo de conhecer os Centros de Adestramento e de Instrução e as atividades desenvolvidas, uma Comitiva do Comando de Operações Terrestres (COTER), com sede em Brasília, chefiada pelo Chefe do Preparo da Força Terrestre, General de Divisão Estevam Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, visitou as Guarnições de Santa Maria e Rosário do Sul, no período de 27 a 30 de maio.

Em Rosário do Sul, a comitiva visitou a Região da Granja e o Polígono de Tiro do Barro Vermelho. Em Santa Maria, conheceram o Centro de Adestramento Sul, organização militar síntese do que há de mais moderno no Exército Brasileiro na preparação e treinamento de tropa, onde assistiram a uma palestra que destacou os benefícios da simulação, dentre os quais, a economia de recursos, a diminuição de acidentes/incidentes e a eficácia no adestramento. Após, conheceram o Simulador de Apoio de Fogo (SIMAF) e o Simulador de Adestramento de Comando e Estado-Maior (SIMACEM).

Na “Capital dos Blindados”, visitaram, também, o Centro de Instrução de Blindados, onde conheceram os simuladores de combate e tiveram a oportunidade de travar contato com as atividades desenvolvidas na missão de especializar militares das Forças Armadas e de Nações Amigas na operação de meios blindados e mecanizados, como o Guarani, que está entre os principais projetos estratégicos do Exército. No 1º Regimento de Carros de Combate, conheceram a Seção de Instrução de Blindados e o Pavilhão de Manutenção de Leopard.

Ainda no “Coração do Rio Grande”, com a finalidade de acompanhar o desenvolvimento do simulador do lançador de foguetes ASTROS 2020, a Comitiva, acompanhada do General de Brigada José Júlio Dias Barreto, Gerente do Programa Estratégico do Exército ASTROS 2020, visitou a Universidade Federal de Santa Maria, onde foram recebidos pelo Vice-Reitor da UFSM, Professor Luciano Schuch.



Fonte:3ª DE

Crédito: Sd Henckes