Recrutas da Companhia de Comando da 3ª Divisão de Exército recebem a Boina Preta, cuja conquista lhes exigiu dedicação, esforço e comprometimento durante o período básico

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 30 abr 2018
Crédito: Sd Henckes

Santa Maria (RS)  Como forma de enaltecer o desempenho demonstrado durante o Período de Instrução Individual Básica, no dia 27 de abril, os recrutas incorporados no corrente ano na Companhia de Comando da 3ª Divisão de Exército (Cia C 3ª DE), receberam, das mãos de familiares e amigos, a Boina Preta, cuja conquista lhes exigiu dedicação, esforço e comprometimento.

A solenidade foi presidida pelo Chefe do Estado-Maior da 3ª Divisão de Exército “Divisão Encouraçada” (3ª DE), Coronel Allan Fernando Quint; e contou com a presença do Comandante da Cia C 3ª DE, Capitão Marco Aurélio Gall Pires; e do Adjunto de Comando da 3ª DE, Subtenente Paulo Romário Dias Carvalho; além de significativo universo de familiares e amigos dos soldados.

Durante a atividade, foram homenageados como destaques da Operação Boina Preta, os soldados Caique Fonseca da Conceição, destaque do 1º Pelotão; e Gabriel Camargo Machado, destaque geral e do 2º Pelotão, por terem se destacado entre seus pares nas atividades de instrução na “Operação Boina Preta” do período básico, demonstrando iniciativa, espírito de corpo, tenacidade e disciplina.

Em suas palavras, após a entrega da boina a todos os soldados, o Capitão Gall Pires afirmou “a boina preta é a marca do combatente da tropa blindada, ostentem estas boinas com orgulho, comprometimento e respeito à Pátria, e nunca se esqueçam do valor que vocês possuem para o Exército Brasileiro”.

É na família que nós aprendemos os valores essenciais, como honestidade, camaradagem, e respeitar as pessoas. Também onde pedimos apoio para nossas dificuldades, então a família deve ser sempre preservada. Nos sentimos muito orgulhosos com a presença das famílias dos soldados, que estão prestigiando e honrando esta atividade”, afirmou o Coronel Allan.

Símbolo da harmonia entre o homem e a máquina de batalha, a Boina Preta representa uma tradição de quase um século e identifica o soldado que, sempre ao lado da tecnologia, supera os desafios com coragem e determinação.

A Boina Preta foi utilizada pela primeira vez, no âmbito das unidades blindadas inglesas, após o término da 1ª Guerra Mundial, por se constituir no tipo de cobertura mais adequada às guarnições de carros de combate. No Brasil, a boina preta foi adotada nas unidades blindadas em 1979.



Fonte:3ª Divisão de Exército

Crédito: Sd Henckes