Exército Brasileiro realiza manutenção de trafegabilidade e transitabilidade na BR-163, no Pará.

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 28 dez 2017

Santarém (PA) – A Operação Radar visa garantir fluidez, segurança, apoio e orientação aos usuários da Rodovia BR-163/PA e evitar a repetição dos fatos constatados entre os meses de janeiro a março do corrente ano, quando, em razão da intensidade das chuvas, ocorreram interrupções no tráfego e grandes contingenciamentos em alguns trechos da rodovia.

Em novembro de 2017, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) solicitou ao Comando de Operações Terrestres (COTER) o apoio do Exército Brasileiro na gestão e no controle do trânsito no trecho do Lote 1.4 da BR-163/PA. Desta forma, o 2º Grupamento de Engenharia (2º Gpt E) designou o 8º Batalhão de Engenharia de Construção (8° BEC), localizado em Santarém (PA), reforçado com tropas do 53º Batalhão de Infantaria de Selva (53º BIS), sediado em Itaituba (PA), para cumprir o planejamento da Operação Radar.

O trecho objeto da Operação está compreendido entre os municípios de Novo Progresso e Rurópolis, ambos no Estado do Pará, com extensão de 479 km, sendo cerca de 100 km sem pavimentação asfáltica. A coordenação está a cargo do Centro de Controle Operacional da BR-163, instalado na sede da Unidade Local do DNIT, em Itaituba (PA), que ficará responsável pelo monitoramento e direcionamento das ocorrências para as áreas competentes e pelo apoio aos usuários da rodovia.

O 8º BEC, encarregado da pavimentação do Lote 1.4 da BR-163/PA, com extensão de 65 km, conforme Instrumento de Parceria celebrado entre o Exército Brasileiro e o DNIT, por intermédio do Departamento de Engenharia e Construção (DEC), é responsável por garantir a trafegabilidade em seu trecho durante todo o período da obra, inclusive no inverno, 24h por dia, 7 dias por semana.

Para isso, foram montados dois Postos de Controle de Trânsito (PC Tran), com tropas do 53º BIS e do 8º BEC, sendo empregadas patrulhas motorizadas entre os PC Tran, a fim de levantar a situação de trafegabilidade do trecho. Além disso, estão sendo mantidas três equipes de manutenção da rede mínima de estradas, com a finalidade de preservar o fluxo da rodovia.

Além disso, foi mobilizada uma equipagem de ponte LSB de Aquidauana (MS), pertencente ao 9° Batalhão de Engenharia de Combate, para ser lançada em qualquer ponto crítico da BR-163, garantindo a circulação de veículos e o escoamento da safra naquela região.



Fonte:8º BEC