Encontro da 1ª Turma de Atiradores do TG 05-009 de Maringá (PR) comemora 45 anos após sua formação.

${the_title} - ${company_name}

Publicado em: 01 dez 2017

Maringá (PR) – Nos dias 25 e 26 de novembro, o Tiro de Guerra 05-009 realizou o encontro da 1ª Turma de Atiradores, com a finalidade de comemorar os 45 anos de formação dos reservistas do então TG 05/301.

As atividades comemorativas contaram com a presença dos três primeiros instrutores do TG, os então 2º Sgt Klein, Chefe da Instrução, 3º Sgt Ary e 3º Sgt Lourenço, além dos atiradores matriculados no ano de 1972.

Apesar de já passados 45 anos da conclusão do Serviço Militar Obrigatório, evidenciou-se o orgulho desses nobres senhores em ter “Servido a Pátria”, sendo os pioneiros do Tiro de Guerra de Maringá.

 

Sobre o Tiro de Guerra (TG)

É uma organização militar do Exército Brasileiro encarregada de formar atiradores e/ou cabos de segunda categoria (reservistas) para o Exército. Os TGs são estruturados de modo que o convocado possa conciliar a instrução militar com o trabalho ou estudo, proporcionando a milhares de jovens brasileiros, principalmente os que residem em cidades do interior do país, a oportunidade de atenderem à Lei e prestarem o Serviço Militar Inicial.

A organização de um TG ocorre em convênio firmado com as prefeituras locais e o Comando da Região Militar. O Exército fornece os instrutores (sargentos ou subtenentes), fardamento e equipamentos, enquanto a administração municipal disponibiliza as instalações e a infraestrutura necessária às atividades.

 

Qual é o objetivo dos TG?

O objetivo dos TG é formar reservistas de 2ª categoria aptos ao desempenho de tarefas no contexto da Defesa Territorial e Defesa Civil.

A formação do atirador é realizada no período de 40 semanas, com uma carga horária semanal de 12 horas, totalizando 480 horas de instrução. Há um acréscimo de 36 horas destinadas às instruções específicas do Curso de Formação de Cabos, e um terço desse tempo é direcionado para matérias relacionadas com ações de saúde, ação comunitária, defesa civil e meio ambiente.

 

Apoio constante e presente às populações locais

Uma grande vantagem dos municípios que possuem Tiro de Guerra é poderem contar com um eventual apoio, mediante autorização do Exército, nos casos de calamidades públicas, catástrofes (podendo ser ou não por causas naturais), na Garantia da Lei e da Ordem (GLO), Controle de Distúrbios Civis e outras perturbações que justifiquem o emprego de tropas federais no local, além de atividades de colaboração com a Defesa Civil.



Fonte:TG 05-009